Amazonas Destaques Manaus

Moradores afetados por incêndio no Educandos em 2018 fecham via em Manaus para cobrar indenização

Moradores afetados por incêndio em 2018 fazem protesto para cobrar por indenização — Foto: Patrick Marques/G1 AM
Moradores afetados por incêndio em 2018 fazem protesto para cobrar por indenização — Foto: Patrick Marques/G1 AM

Moradores afetados por incêndio em 2018 fazem protesto para cobrar por indenização — Foto: Patrick Marques/G1 AM

Moradores do bairro Educandos, Zona Sul de Manaus, prejudicados pelo incêndio que atingiu casas em dezembro de 2018 cobraram por uma indenização durante um protesto nesta quinta-feira (27). Os manifestantes fecharam o cruzamento entre as Avenidas Presidente Kenedy e Leopoldo Peres durante o fim da tarde para cobrar uma resposta da Superintendência de Habitação do Amazonas (Suhab) sobre o benefício que só foi pago para parte dos moradores.

Segundo o vigilante Jorge Mário, de 39 anos, apenas 152 famílias já receberam a indenização pela Suhab. Ele comentou que cerca de 300 ainda aguardam pelo benefício, mas não recebem nenhuma resposta da Superintendência.

“Não era chegar ao ponto de fazer um protesto que queríamos. Já esperamos tanto. Prometeram a indenização para nós que fomos vítimas do incêndio. Eles pagaram para alguns e disseram que os demais seriam pagos em fevereiro, mas não recebemos. As pessoas estão desesperadas. Já faz mais de um ano que nós não estamos em nossos lares”, disse.

A dona de casa Maria da Liberdade, de 35 anos, mora com o marido e mais quatro filhos de idades entre 3 e 10 anos em uma quitinete, desde que o incêndio aconteceu e os deixou desabrigados. Segundo ela, eles recebem apenas um auxílio de R$ 300 para o aluguel e sobreviverem.

“Nós queremos o nosso direito. Prometeram que nos pagariam e até agora nada. Nós moramos em dois cômodos, pagando R$ 380. O Auxílio é só de R$ 300 e estamos tendo que nos virar. Está sendo muito difícil. Estamos passando dificuldades e precisamos de uma resposta”, comentou Maria.

Por meio de nota, o Governo de Estado informou que vai pagar o segundo lote de indenizações às famílias vítimas do incêndio ocorrido no bairro do Educandos, em dezembro de 2018, na primeira quinzena março.

Para agendar a data dos pagamentos, a Suhab (órgão responsável pela operação financeira) está dependendo apenas da entrega da documentação de quatro famílias, o que deve ocorrer ainda nesta sexta-feira(28).

Somente após essa regularização documental, que o órgão poderá concluir o processo final desse 2o. Lote e agendar o pagamento de todas as famílias previstas a receber neste segundo pagamento, que será feito com recursos do Governo do Amazonas.

Ainda de acordo com o governo, o valor total a ser desembolsado pelo Estado é de R$ 3,7 milhões e contemplará 137 famílias aptas à receber a indenização no 2º. lote.

Publicações relacionadas

“Saúde do Amazonas tem R$ 3 bilhões e entra em colapso”.

Redação

Whindersson Nunes e Luísa Sonza anunciam separação

Redação

Funcionários divulgam nota em protesto contra medidas anunciadas por Wilson Lima

Redação

Deixe uma resposta