Amazonas Manaus Política

MDB e Eduardo Braga não foram aceitos em composição com o PT no Amazonas

Aliança entre o PT e o MDB no Amazonas parece que não vai vigar e nem o palanque de Luiz Inácio Lula da Silva (Lula) deverá sair desta composição.

Ontem (19), o coordenador geral das eleições na Região Norte, José Guimarães, fez uma vídeoconferência com uma das forças do Partido dos Trabalhadores no Estado, mas sem sucesso.

A intenção de uns poucos, de embarcar na candidatura de Eduardo Braga (MDB), deu ruim e não deve sair das intenções.

Comentários da tele reunião entre José Guimarães e a base da CNB (Construindo um Novo Brasil), que tem como principais interlocutores o ‘auto-indicado ao governo do Amazonas, João Pedro’ e as lideranças, Gilza Batista, Anne Moura, Valdemir Santana, Thiago Medeiros, só conseguiram chegar ao entendimento de que a aliança está cada dia mais impossível.

Os motivos são mais que óbvios: O MDB de Eduardo Braga faz parte de uma Federação (PSDB, Cidadania, MDB), cada dia mais distante do Lula. Por outro lado, o candidato ao governo, Eduardo Braga, tem um dos maiores índices de rejeição no Amazonas, algo caminhando na casa dos 65% pra mais.

Moeda de troca

Para um dos interlocutores da reunião de ontem, “estão tentando criar uma moeda de troca de uma coisa que nunca existiu (a candidatura de João Pedro), por uma coisa que com certeza não vai dar certo, que é o palanque pro Lula ao lado de Eduardo Braga”, taxou a fonte.

O portal Correio da Amazônia tentou por todos os meios falar com a militante Gilza Batista, uma das participantes da tele reunião com o deputado José Guimarães, mas ela não quis responder as perguntas do portal. Também tentou falar com o presidente municipal do PT-Manaus, Valdemir Santana, mas ele estava fora de área.

No entanto, a conversa vazou e o que ficou decidido, é que não existe decisão. Mas, só até a direção nacional da legenda decidir, mais uma vez, igual a que decidiu que o PT Amazonas, não teria Amazonino Mendes (Cidadania) na Federação que se formou entre o (PV, PCdoB e PT).

Ou seja, a decisão só sairá em Agosto, na Convenção Partidária, onde serão postas todas as candidaturas, inclusive com um possível nome ao governo do Amazonas, bem longe de ser Eduardo Braga e muito menos João Pedro.

Publicações relacionadas

Prefeitura leva recapeamento completo a oito vias do Mundo Novo

Redação

Por videoconferência, Arthur Neto acompanha posse da nova diretoria da ACA

Redação

Arcebispo de Manaus visita cemitério do Tarumã para levar benção e conforto a famílias em luto

Redação

Deixe um comentário