Amazonas Destaques Manaus

Marido de grávida morta no Centro de Manaus é preso após agredir rival

Manaus – Quinze dias após ter a companheira assassinada no Centro de Manaus, Henrique da Silva Paular, de 22 anos, acabou preso depois de agredir a pauladas um guardador de carros, de 35 anos, na manhã desta quinta-feira (1º), na rua Lobo D’almada.

O suspeito informou à polícia que o guardador de carros teria ofendido a memória da esposa dele, Márcia Mayane Marques, que estava grávida de seis meses e foi executada com mais de 10 tiros, no dia 16 de setembro deste ano, na mesma localidade. 

A 24ª Companhia Interativa Comunitária (Cicom) foi acionada, por volta das 11h, e, ao chegarem no local, encontraram apenas o guardador de carros ensanguentado.

A vítima informou que Henrique estava hospedado em um hotel em frente à cena do crime, mas com a aproximação dos policiais, o suspeito correu e acabou sendo capturado na rua José Clemente. 

A 24ª Cicom ainda conduziu Henrique até o hotel, onde estava alojado, na Lobo Dalmada, mas não encontrou nada de ilícito.

O suspeito, que vestia uma camisa com a foto da esposa, falou para equipe policial que agrediu o guardador de carros porque ele xingou e estava falando mal de Marcia

O homem teve cortes na cabeça e nos braços. Ele foi conduzido pelos próprios policiais até o Serviço de Pronto Atendimento (SPA) do bairro São Raimundo, onde recebeu atendimento médico e não corre risco de morte. 

Henrique foi encaminhado para o 1º Distrito Integrado de Polícia (DIP). 

Publicações relacionadas

Prefeitura participa de encontro sobre empregabilidade para refugiados e migrantes

Redação

Homem que arrastou idosa em assalto na Zona Leste é preso

Redação

Coronavírus força adiamento da Campus Party que seria realizada em Manaus

Redação

Deixe uma resposta