Sem categoria Amazonas Destaques Manaus

Manaus já tem 14 pré-candidatos a prefeito

A menos de dois meses do prazo para o término das convenções partidárias, que devem ser realizadas de 20 de julho a 5 de agosto, Manaus tem 13 pré-candidatos a prefeito declarados: Amazonino Mendes (Podemos), Davi Almeida (Avante), José Ricardo (PT), Alfredo Nascimento (PL), Josué Neto (PRTB), Alberto Neto (Republicanos), Marcos Rotta (DEM), Ricardo Nicolau (PSD), Conceição Sampaio (PSDB), Alfredo Menezes (Patriotas), Romero Reis (Novo), Hissa Abraão (PDT), Carol Braz (PSC) e Chico Preto (DC). Embora citados em pesquisas, o senador Eduardo Braga (MDB) e o deputado estadual Serafim Corrêa (PSD) não declararam intenção de disputar a sucessão do prefeito Arthur Neto (PSDB).

Mudanças até as convenções

Alguns desses devem desistir até lá ou passarem para condição de candidato a vice-prefeito por conta das alianças partidárias. Outros devem surgir principalmente entre os partidos nanicos e de esquerda. Será a eleição com maior número de candidatos ao cargo de prefeito da história da cidade. Não é por falta de quantitativo que o leitor deixará de votar.

Alfredo e Conceição

Está cada vez mais forte nos bastidores a possibilidade de o prefeito Arthur Neto apoiar uma chapa encabeçada por Alfredo Nascimento, tendo como vice, Conceição Sampaio. Arthur e Alfredo vem conversando desde o ano passado com frequência.

Recado de Arthur

Após desejo de feliz gestão, ao novo superintendente da Suframa, general Algacir Polsin, o prefeito Arthur Neto (PSDB) reclamou por não ter tido direito a falar na posse on line que aconteceu na quarta-feira (17), mas mandou um recado nas redes sociais: “eu teria dito que, no ritmo da atual presente toada, com ou sem incentivos fiscais, a Zona Franca não subsistirá por muito tempo. Seu parque industrial está envelhecido. Não se investe, de verdade, em P&D, em inovação, em formação de robusto capital intelectual, em qualificação da mão de oba”.

Apoio de Bolsonaro

Ao lançar sua pré-candidatura a prefeito de Manaus, o ex-Superindentende da Suframa, coronel Alfredo Menezes deixou claro que não quer apoio de nenhum político tradicional do Estado e que a ele só interessa o apoio do presidente Bolsonaro. Não poupou críticas à bancada do Amazonas, responsável por sua demissão do cargo de superintendente. O detalhe é que Bolsonaro anunciou que não pretende apoiar nenhum candidato a prefeito este ano. Mas Menezes ainda tem esperanças.

Damares, a polêmica

A ministra da Mulher, da Família e Direitos Humanos, Damares Alves, não deixou seu estilo polêmico na sua estadia de dois dias em Manaus. Acossada pela Justiça, que deu prazo de 24 horas para provar a entrega de cestas básicas a famílias indígenas do município de São Gabriel da Cachoeira, na região do Alto Rio Negro, Damares foi irônica com a desembargadora federal Daniele Maranhão, do TRF-1, sobre o assunto.

“Que ela vá de barquinho entregar”

“Ela está convidada para ir com a gente, de preferência que a magistrada vá num barquinho, sentadinha em cima das cestas básicas, para entregar”, declarou Damares. No início do mês a ministra declarou que as cestas haviam sido entregues, mas depois corrigiu a declaração.  E ontem fez a entrega simbólica de 60.170 cestas básicas a famílias indígenas atingidas pela pandemia de Covid-19 no Amazonas.

Contratação suspeita

A Seduc contratou, com dispensa de licitação, a Innovate Consultoria em Gestão Empresarial para fazer o planejamento da volta às aulas pós-pandemia dos alunos da rede pública do Estado. O detalhe é que a empresa foi criada em 18 março deste ano e funciona no endereço de uma empresa de coworking, que oferece espaços compartilhados de trabalho, em Manaus. O valor do contrato não foi revelado pela Seduc.

Denúncias em série

A Seduc, a exemplo da Susam, vem se destacando pelo volume de denúncias de contratos suspeitos feitos sem licitação, aproveitando-se do decreto de calamidade pública por conta da pandemia do novo coronavírus.

Bico calado na CPI

O ex-secretário executivo do Fundo Estadual de Saúde do Amazonas, Perseverando da Trindade Garcia Filho, ingressou, na quarta-feira (17/6) com habeas corpus no Tribunal de Justiça do Amazonas para ficar calado durante depoimento na Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Saúde da Assembleia Legislativa. Perseverando era o ordenador de despesas até pouco tempo e é considerado peça-chave para desvendar contratos fraudados na Susam.

Secretário deixa o hospital

O Secretário de Educação de São Paulo, Rossieli Soares, deixou o hospital onde se recuperou do coronavírus e postou nas redes sociais: “estou melhor e agora vou me recuperar em casa. Fiz questão de gravar essa mensagem como forma de agradecer todo carinho que recebi. Cuidem-se!”.

Militares no poder

O Tribunal de Contas da União, vai fazer um levantamento do número de militares que estão exercendo cargos no governo Bolsonaro. A estimativa é que o número seja até maior do que aconteceu durante o Governo Militar pós 64.

Estacionamento Dubai

Antes e durante a Pandemia, o estacionamento do Rodway no Porto de Manaus, se mantém como o mais caro da capital, sem que até hoje, o Procom tenha feito alguma ação no local

Publicações relacionadas

Em nova postagem, Madonna comemora apoio a ex-moradora de rua de Manaus após vídeo viralizar

Redação

Avó enterra feto do próprio neto em terreno baldio

Redação

Wilson Lima anuncia medidas para conter avanço da covid 19

Redação

Deixe uma resposta