Amazonas Brasil Destaques Manaus

“Manaus está com muita dificuldade. Falta gestão”, afirma ministro Mandetta

O ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, declarou que Manaus está com muita dificuldade no combate da pandemia pela covid-19 e acusou “falta de gestão” do sistema de saúde no Amazonas. A declaração foi feita durante uma live com entidades representativas do setor público e privado da Saúde, na manhã desta quinta-feira, dia 16,

“Manaus está tendo muita dificuldade. Falta de gestão, falta de organização do sistema. Trocaram o secretário de saúde na semana passada. Só nesse governo, foram quatro. Amazonas teve eleição fora de época. Ali vem vindo turbulência há muito tempo”, declarou.

A declaração foi feita durante uma edição especial do FIS Webinar com o ministro Manadetta. A entidade FIS reúne empresas e associações da saúde, no setor público e privado. Segundo site da FIS, ela é uma entidade sem fins lucrativos e suprapartidária.

O ministro citou Manaus quando falava das diferenças de preparo das estrutura do sistema em todo País. O ministro iniciou citando a estrutura da Alemanha que de forma homogênea tem como mobilizar reserva do sistema para ativar vagas para pacientes.

Mandetta, após citar que falta gestão e organização no Amazonas e dizer que a turbulência vem de muito tempo, elogiou a gestão de Fortaleza que enfrenta problemas, mas tem um “gestor muito maduro” e uma boa estrutura de saúde pública com uma “atenção básica muito forte”.

“Vai ter dificuldade, vai. Mas é um lugar que você pode ajudar um pouco e que ali eles vão indo”, disse Mandetta sobre o Ceará.

Na semana passada, durante uma coletiva do Ministério da Saúde, o ministro Luiz Henrique Mandetta, criticou a troca de comando na Susam em meio ao aumento dos registros.

Veja a declaração do ministro:

Veja a live completa neste link.

FONTE:rosiene

Publicações relacionadas

Sargento da PM é esfaqueado durante assalto a ônibus, em Manaus; suspeitos fugiram

Redação

Criança de 8 anos é estuprada por ‘amigo da família’ em Manaus

Redação

Roberto Cidade propõe que Estado pague por exames exigidos em concursos públicos à pessoas carentes

Redação

Deixe uma resposta