Amazonas Destaques Manaus Polícial

Mais de 80 mortes violentas são registradas em Manaus em apenas 19 dias

A cidade de Manaus registrou 81 mortes violentas nos primeiros 19 dias de 2020. A maior parte dos crimes foram praticados com armas de fogo e ocorreram nas zonas Norte e Leste da cidade. O quantitativo é superior ao que foi registrado durante todo o mês de janeiro de 2019 – com 73 mortes violentas.

Entre os casos registrados, está o de uma engenheira de 46 anos, encontrada morta dentro do próprio carro no estacionamento de um hospital em Manaus – no dia 4. Um funcionário da vítima, de 38 anos, foi preso suspeito de praticar o crime e afirmou que “perdeu a cabeça” durante uma discussão com a mulher.

Corpo de mulher é encontrado dentro de carro em estacionamento de hospital em Manaus — Foto: Patrick Marques/G1 AM

Corpo de mulher é encontrado dentro de carro em estacionamento de hospital em Manaus — Foto: Patrick Marques/G1 AM

No dia seguinte, um chef de cozinha de 39 anos foi morto nas proximidades do restaurante onde trabalhava no conjunto Mutirão, Zona Norte. O crime foi praticado por criminosos em um carro e presenciado por funcionários do estabelecimento.

Já no dia 6, um homem de 33 anos e um adolescente, de 17, foram encontrados amarrados e mortos dentro de um carro deixado em um terreno baldio no bairro Novo Aleixo, também na Zona Norte. Um outro homem, de 27 anos, que chegou a ser resgatado pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) morreu horas depois em uma unidade de saúde.

Para tentar evitar o aumento no número de homicídios e combater o tráfico de drogas, a polícia deflagrou uma operação ainda no dia 7. Entretanto, os registros de mortes violentas continuaram a crescer.

Vítima de bala perdida, menino de 10 anos brincava de bicicleta na rua de casa quando foi atingido, diz família — Foto: Arquivo Pessoal

Vítima de bala perdida, menino de 10 anos brincava de bicicleta na rua de casa quando foi atingido, diz família — Foto: Arquivo Pessoal

Renan Souza da Gama, de 10 anos, morreu na noite do dia 9 após ser atingido por uma bala perdida durante um tiroteio no mesmo bairro. A vítima andava de bicicleta com um colega no momento que os atiradores chegaram.

Na tarde do dia 11, dois homens morreram após serem baleados em um bar no bairro Educandos, Zona Sul. Uma terceira vítima dos atiradores morreu em um hospital no dia seguinte ao crime.

Ainda no dia 11, os corpos de duas pessoas foram encontrados enterrados em pontos diferentes da Reserva Adolpho Ducke, na Zona Norte de Manaus. Uma das vítimas era um adolescente de 17 anos, que estava desaparecido desde o início de janeiro.

Dois corpos são encontrados enterrados em covas dentro da Reserva Florestal Adolpho Ducke, em Manaus — Foto: Eliana Nascimento/G1 AM

Dois corpos são encontrados enterrados em covas dentro da Reserva Florestal Adolpho Ducke, em Manaus — Foto: Eliana Nascimento/G1 AM

Na manhã de quinta-feira (16), o corpo de uma mulher foi encontrado dentro de um igarapé no bairro Tancredo Neves, Zona Leste de Manaus. A vítima foi assassinada com nove facadas e teve o corpo jogado de um ponte.

Operações

Com o intuito de reduzir o número de mortes violentas em Manaus, a Secretaria de Segurança Pública (SSP-AM) já deflagrou operações em diferentes zonas da capital ao longo do mês. A primeira foi a “Tentáculos”, iniciada no dia 7.

No dia 10, quando mais de 40 mortes violentas já haviam sido registradas, a SSP deflagrou uma nova operação e a Polícia Militar realizou um desdobramento da “Tentáculos”. Na ocasião, o secretário de Segurança – coronel Louismar Bonates – afirmou que a criminalidade “não está fora de controle”.

Incursões e apuração de denúncias devem ser feitas durante operação — Foto: Rickardo Marques/G1 AM

Incursões e apuração de denúncias devem ser feitas durante operação — Foto: Rickardo Marques/G1 AM

“Nesse ano, esses homicídios que estão ocorrendo de briga entre grupos criminosos organizados já estão sob investigação da polícia. O sistema de segurança pública tem total controle da segurança pública do estado”, finalizou.

Já no dia 13, uma outra operação da Secretaria resultou na prisão de nove pessoas. Nenhuma das prisões envolvia os crimes de homicídios e mortes violentas registradas na capital. Na noite do mesmo dia, foi deflagrada a operação “Tentáculos 2”, da Polícia Militar, com 180 policiais de 33 viaturas empregadas nas zonas Norte, Leste e Sul.

Presos durante operação estavam com trouxinhas de drogas, com motos com restrição de roubo, além de suspeitos de assalto. — Foto: Divulgação/SSP-AM

Presos durante operação estavam com trouxinhas de drogas, com motos com restrição de roubo, além de suspeitos de assalto. — Foto: Divulgação/SSP-AM

No início da manhã do dia 15, foi deflagrada a operação “Domínio da Lei”, que visou cumprir 200 mandados – entre prisão e busca e apreensão. Ao fim da operação, 38 mandados foram cumpridos e 17 pessoas foram presas – entre elas, uma mulher, que sofreu uma tentativa de homicídio e foi apontada pela SSP como mandante de parte das mortes ocorridas em Manaus.

Já na noite deste sábado (18), quatro homens foram presos durante a operação “Pronta Resposta Sul”. Além das prisões, a polícia apreendeu uma pistola 380 milímetros, com cinco munições não deflagradas. A ação ocorreu em áreas vermelhas dos bairros da Glória, Betânia, São Lázaro e comunidade do Céu.

Publicações relacionadas

Mais de 4 mil idosos recebem vacina no primeiro dia de drive-thru em Manaus; 50 mil foram vacinados em casa

Redação

Prefeito decreta luto oficial pela morte do ex-vereador de Manaus Américo Loureiro

Redação

Projeto de Lei que pretende convocar policiais da reserva no AM aguarda novo parecer em comissão na Assembleia

Redação

Deixe uma resposta