Amazonas Destaques Manaus

Mais de 100 residências são demolidas no Monte Horebe

Manaus – Mais de 100 ‘barracos’ já foram demolidos, na manhã desta segunda-feira (2), durante a reintegração de posse da Comunidade Monte Horebe, na zona norte da capital, segundo afirmou o secretário de Segurança Pública do Amazonas (SSP-AM), coronel Louismar Bonates. A desocupação do local foi anunciada, na última sexta-feira (28), pelo Gabinete de Gestão Integrada (GGI), em coletiva de imprensa.

“Aqueles que estão realmente residindo aqui vão permanecer até que todo o cadastro seja feito. Ninguém será retirado de sua residência. O que nós estamos fazendo demolição é daquelas áreas que não tem ninguém morando, que é uma área, por sinal, muito grande, de pessoas que só estavam aqui especulando em cima da área imobiliária”, disse.

Bonates afirmou que a ação tem sido realizada dentro da normalidade, sem nenhum registro de incidente. O secretário desmentiu, ainda, a informação de que a operação tivesse sido suspensa, conforme estava sendo divulgado em um aplicativo de mensagens.

“Até agora, está ocorrendo tudo na mais perfeita normalidade. Não houve nenhum incidente. O que houve há pouco foi uma notícia fake de que a operação teria sido suspensa, e isso causou um certo alvoroço na comunidade, mas já foi conversado com e eles estão colaborando com a ação, já entenderam que é uma ação social”, afirmou.

Os trabalhos serão suspensos no final da tarde desta segunda-feira (2) e retomados nesta terça-feira (3) (Foto: Divulgação/Stephane Simões)

De acordo com o secretário, a permanência das forças de segurança deve continuar no local até que o trabalho social seja concluído. “Até a solução do projeto social seja concluído. Enquanto o social estiver trabalhando, nós estaremos aqui garantindo a permanência de todos eles. Essa é uma operação de retirada para, aproximadamente, 15 a 20 dias. A permanência das pessoas que estão aqui vai depender do trabalho social”, acrescentou.

Duas pessoas foram detidas

Durante a operação, dois homens, de nomes não divulgados, foram detidos pelos policia. Conforme o secretário, a presença dos suspeitos já havida sido detectada. “Nós já tínhamos detectado a presença de dois traficantes que estavam incitando a população, eles já tinham sido localizados e foi feita a prisão deles”, falou. Os trabalhos devem ser interrompidos ao final da tarde e retornarão na manhã desta terça-feira (3). Equipes policiais continuarão fazendo a segurança na comunidade, ao longo da noite.

Moradores

O morador Isaías Lima, 43, afirmou que mora no local há 2 anos e seis meses, e se posicionou contra a decisão do governo. Segundo ele, durante a manhã, as equipes do social ainda não tinham conversado com o mesmo.

“Quem está satisfeito sendo arrancado forçadamente das suas casas? Ninguém fica satisfeito. Nós estamos sem luz e sem água. A metade da minha casa foi quebrada. Nós estamos dentro de um lugar aonde não pagamos aluguel. Eles estão querendo nos levar para o aluguel, e nós já saímos disso porque não temos condições de pagar”, ressaltou.

Publicações relacionadas

Neymar supera Ronaldo e se torna 2º maior artilheiro da seleção

Redação

Presidente Josué Neto da Assembleia Legislativa do Amazonas faz live de sua filiação e e forte candidato a prefeitura de Manaus- VEJA VÍDEO

Redação

Quarteto troca tiros com a polícia e é apreendido com armas e drogas; um foi baleado

Redação

Deixe uma resposta