Amazonas Destaques Manaus

Lavanderia é o novo escândalo do Governo Wilson Lima

Empresa responsável pela lavanderia do hospital da Nilton Lins diz que lavou quase 4 toneladas de roupa quando a unidade tinha apenas 4 pacientes

Depois do escândalo da compra de respiradores na loja de vinhos, agora é a vez da fraude na lavandeira do hospital Nilton Lins. Segundo documentos descobertos pela CPI da Pandemia antes da Justiça mandar paralisar os trabalhos da comissão, a empresa Norte Serviços Médicos Ltda diz que lavou em apenas um dia 4 toneladas de roupas (lençóis, fronhas) quando o hospital tinha apenas 4 pacientes. “Essa quantidade é para um hospital que funciona com 300 a 400 leitos e não com quatro. É escandaloso”, diz o deputado estadual Delegado Péricles (PSL), que respondia pela presidência da CPI.

Empresa sem contrato

A Norte Serviços Médicos não tem contrato e está operando no hospital Nilton Lins por processo indenizatório, quando a empresa é escolhida sem processo licitatório ou tomada de preço, realiza o serviço, apresenta a conta e o governo paga. A Norte Serviços Médicos e a Susam não comentaram a denúncia e disseram que só vão se posicionar quando tiverem acesso ao relatório da CPI.

Mais irregularidades

Segundo Péricles, 16 empresas que prestam serviço no hospital Nilton Lins e todas apresentam irregularidades. “Tudo foi feito por processo indenizatório, que é uma porta aberta para irregularidades”, disse.

Recurso para manter a CPI

A Procuradoria da Assembleia Legislativa do Amazonas já entrou com recurso para que a CPI volte a funcionar com os integrantes atuais (presidente Péricles; relator Fausto Junior; e Wilker Barreto, Serafim Correa e Dr. Gomes). Deputados da base entraram na Justiça para tirar Péricles e Fausto Junior da comissão e substituí-los por parlamentares que apoiam o Governo Wilson Lima. O presidente da Aleam, Josué Neto, está confiante de que a Justiça vai manter a atual composição da CPI .

92 anos de prisão

O Tribunal Regional Federal da 1ª Região (TRF1) manteve as condenações de empresários presos na Operação Saúva, em Manaus, em 2006, acusados de fraudarem licitações para venda de refeições e também por fornecerem alimentos estragados para órgãos federais, municipais e estaduais. Um deles é o empresário Cristiano da Silva Cordeiro, que, segundo apurou a CPI, emprestou o dinheiro para Fábio Passos, dono da loja de vinhos, comprar os respiradores mecânicos e revender ao governo com valores superfaturados. Cristiano foi condenado a 92 anos de prisão, mas vai responder em liberdade até o julgamento final da ação.

Manaus inteligente


O prédio do Centro de Cooperação da Cidade (CCC), localizado na esquina das avenidas Ephigênio Sales e Umberto Calderaro Filho, será entregue em agosto. O prefeito Arthur Neto explicou que a entrega plena do local, com todos os equipamentos instalados e pessoal que vão trabalhar no local, acontecerá em outubro, mês de aniversário de Manaus. “ Será um presente importante para toda a cidade”, disse.

Recado do David

O pré candidato a prefeito de Manaus, David Almeida, fez uma live na noite de segunda-feira (22). Ele defendeu medidas legais para garantir investimentos em esportes, tanto na capital quanto no estado. Disse que vai encaminhar projetos nesse sentido, na câmara e na assembleia, utilizando amigos com mandatos.

CPI da Seduc

O deputado estadual Serafim Corrêa (PSB) assinou requerimento para a criação da CPI da Educação para investigar denúncias de corrupção na Seduc. Quatro deputados já assinaram (Dermilson Chagas, Wilker Barreto, Augusto Ferraz e Serafim Corrêa). Há expectativa de que Josué Neto, delegado Péricles e Fausto Junior assinem também, completando o número necessário para a instalação da CPI. “Tem muitas irregularidades para ser investigada. Temos que abrir a caixa preta também da Educação”, defende Dermilson

Publicações relacionadas

CABIFY AGORA FARÁ ENTREGAS DE MERCADORIAS E COMIDA NO BRASIL

Redação

Romero Reis estava com Covid-19 quando participou do debate da Band Amazonas

Redação

Josué Neto é anunciado pré-candidato à Prefeitura de Manaus pelo PRTB

Redação

Deixe uma resposta