Amazonas Destaques Manaus

Justiça nega pedidos de viúva de Gugu para entrar na divisão de bens

Rose Miriam queria também ser responsável pela espólio e tutora das filhas, mas não conseguiu anular o testamento

Rose Miriam di Matteo, viúva de Gugu Liberato, teve negado pela justiça os pedidos para entrar na divisão da herança milionária deixada pelo apresentador, que envolve mansões em Miami e São Paulo. O desembargador Galdino Toledo, da 9ª Câmara de Direito Privado de São Paulo, confirmou na quarta-feira, 26, as decisões de primeiro grau do Judiciário paulista sobre o testamento deixado por Gugu Liberato. As informações são do colunista Lauro Jardim, de O Globo.

Rose Miriam di Matteo pediu na Justiça para entrar na divisão de bens deixados pelo apresentador, além de tornar-se a responsável pelo espólio e a tutora das filhas, as gêmeas Marina e Sofia, que ainda têm 16 anos. Mas teve todos esses pedidos negados.

Pela legislação brasileira vigente, a viúva teria direito a 50% dos bens deixados pelo marido, enquanto os filhos – ela também é mãe de João Augusto, de 18 anos- teriam que dividir os 50% restantes.

No entanto, antes de morrer, Gugu deixou um testamento deixando quase toda a herança para os três filhos, o que anularia o testamento. Ele também nomeou a irmã, Aparecida Liberato, como a inventariante do espólio deixado por ele e a tutora legal das filhas menores de idade.

O desembargador avaliou que os pedidos de Rose Miriam objetivam obter bloqueio dos bens do inventário. Ele manteve Aparecida como testamenteira e curadora das sobrinhas. 

Publicações relacionadas

Mais de 10 casas são atingidas por incêndio na Zona Sul de Manaus, afirma Corpo de Bombeiros

Redação

Justiça determina manutenção de abrigamento emergencial de pessoas em situação de rua em Manaus (AM)

Redação

Caixa paga hoje abono salarial para nascidos em setembro

Redação

Deixe uma resposta