Amazonas Destaques Manaus

Justiça nega pedidos de viúva de Gugu para entrar na divisão de bens

Rose Miriam queria também ser responsável pela espólio e tutora das filhas, mas não conseguiu anular o testamento

Rose Miriam di Matteo, viúva de Gugu Liberato, teve negado pela justiça os pedidos para entrar na divisão da herança milionária deixada pelo apresentador, que envolve mansões em Miami e São Paulo. O desembargador Galdino Toledo, da 9ª Câmara de Direito Privado de São Paulo, confirmou na quarta-feira, 26, as decisões de primeiro grau do Judiciário paulista sobre o testamento deixado por Gugu Liberato. As informações são do colunista Lauro Jardim, de O Globo.

Rose Miriam di Matteo pediu na Justiça para entrar na divisão de bens deixados pelo apresentador, além de tornar-se a responsável pelo espólio e a tutora das filhas, as gêmeas Marina e Sofia, que ainda têm 16 anos. Mas teve todos esses pedidos negados.

Pela legislação brasileira vigente, a viúva teria direito a 50% dos bens deixados pelo marido, enquanto os filhos – ela também é mãe de João Augusto, de 18 anos- teriam que dividir os 50% restantes.

No entanto, antes de morrer, Gugu deixou um testamento deixando quase toda a herança para os três filhos, o que anularia o testamento. Ele também nomeou a irmã, Aparecida Liberato, como a inventariante do espólio deixado por ele e a tutora legal das filhas menores de idade.

O desembargador avaliou que os pedidos de Rose Miriam objetivam obter bloqueio dos bens do inventário. Ele manteve Aparecida como testamenteira e curadora das sobrinhas. 

Publicações relacionadas

Com recuperação de R$ 244 milhões, Governo do Amazonas reduz dívidas e reforça repasses a municípios e poderes

Redação

Secretaria de Educação lança terceira Chamada Pública Indígena com investimento de R$ 1,7 milhão

Redação

Comitê de Combate à Corrupção encaminha denúncia contra a ex-secretária da Sejus ao Ministério Público

Redação

Deixe uma resposta