Brasil Destaques

Juiz nega pedido dos “Panelas de Bumbum” (MBL) e mantém a nomeação do novo diretor da PF

O juiz federal plantonista de Brasília indeferiu às 23h12m pedido do MBL encabeçado por Kataguiri que pedia o afastamento urgente do novo Diretor da PF nomeado pelo presidente Bolsonaro, Sr. Rolando Alexandre de Souza na manhã dessa segunda-feira, 04 de maio e já publicado na edição extra desse mesmo dIa no DOU.

O juiz argumentou que o pedido do MBL não pode ser atendido, visto que não há perigo na condução da PF pelo Dr. Rolando Alexandre.

O MBL alegou no pedido de afastamento do Diretor da PF que, em termos práticos, Bolsonaro substituiu o nomeado por terceiro alinhado à seus interesses escusos, como ficou evidenciado em seu primeiro ato após empossado – O novo Diretor da Polícia Federal substituiu o superintendente da Polícia Federal no Rio de Janeiro”, considerou a ação apunhala não apenas os princípios da moralidade e legalidade, mas a moral de todo brasileiro o qual deposita a confiança e fé nas instituições públicas e as vê sendo vilipendiadas por interesses familiares em favor do ‘Rei’, que se porta acima de tudo, acima do bem e do mal e imune às normas legais vigentes no país”, diz a ação.

O julgamento da liminar se deu na Primeira Vara Federal de Brasília do TRF-1.

Confira MBL – Movimento Bumbum Livre (@BumbumLivre): https://twitter.com/BumbumLivre?s=09

Publicações relacionadas

Grupo DB inaugura novo empório com funcionamento 24 horas em Manaus

Redação

Dona do Portal CM7 sofre ataques do Grupo de Amazoninio Mendes, após relatar verdade!

Redação

Prefeito negocia aquisição de 700 mil doses da vacina contra a Covid-19

Redação

Deixe uma resposta