Brasil Destaques

Juiz nega pedido dos “Panelas de Bumbum” (MBL) e mantém a nomeação do novo diretor da PF

O juiz federal plantonista de Brasília indeferiu às 23h12m pedido do MBL encabeçado por Kataguiri que pedia o afastamento urgente do novo Diretor da PF nomeado pelo presidente Bolsonaro, Sr. Rolando Alexandre de Souza na manhã dessa segunda-feira, 04 de maio e já publicado na edição extra desse mesmo dIa no DOU.

O juiz argumentou que o pedido do MBL não pode ser atendido, visto que não há perigo na condução da PF pelo Dr. Rolando Alexandre.

O MBL alegou no pedido de afastamento do Diretor da PF que, em termos práticos, Bolsonaro substituiu o nomeado por terceiro alinhado à seus interesses escusos, como ficou evidenciado em seu primeiro ato após empossado – O novo Diretor da Polícia Federal substituiu o superintendente da Polícia Federal no Rio de Janeiro”, considerou a ação apunhala não apenas os princípios da moralidade e legalidade, mas a moral de todo brasileiro o qual deposita a confiança e fé nas instituições públicas e as vê sendo vilipendiadas por interesses familiares em favor do ‘Rei’, que se porta acima de tudo, acima do bem e do mal e imune às normas legais vigentes no país”, diz a ação.

O julgamento da liminar se deu na Primeira Vara Federal de Brasília do TRF-1.

Confira MBL – Movimento Bumbum Livre (@BumbumLivre): https://twitter.com/BumbumLivre?s=09

Publicações relacionadas

Wilson Lima veta ‘lei do gás natural ‘ e conselheiro do TCE faz severas críticas: ‘desrespeitoso’

Redação

“Por respeito à vontade dos eleitores, desde a posse do atual governador Wilson Lima, há um ano e meio, estou sem falar sobre política”

Redação

Em Manaus, suspeito de assassinato é preso ao colidir com viatura da PM durante fuga

Redação

Deixe uma resposta