Amazonas Destaques Manaus

Josué Neto defende espaço para multinacionais investirem no Amazonas

Em sessão virtual nesta terça-feira (9) o presidente da Assembleia Legislativa do Amazonas, deputado Josué Neto defendeu que o Estado precisa deixar as multinacionais e empresas nacionais investirem no Amazonas a partir das atividades que envolvem o gás natural. Josué afirmou que o monopólio da Companhia de Gás do Amazonas (Cigás) precisa ser quebrado para trazer desenvolvimento e empregos para 16 municípios do interior.

Josué disse que o atual monopólio do gás no Amazonas não cria empregos, nem renda e nem benefícios para a sociedade. Explicou que a Lei do Gás, por meio, do Projeto de Lei nº 153/2020, de sua autoria, aprovado na Casa Legislativa e vetado pelo Governo do Amazonas, vai beneficiar diretamente 17 municípios, já que Manaus também integra essa lista.

“Estamos falando de 10 mil novos empregos que a Cigás se nega a investir na cidade de Manaus. De aumentar a rede de distribuição de gás, que o gás não é apenas gás de cozinha, querem mentir para o povo. O gás se transforma em energia, em energia veicular, energia residencial, então, vamos parar de mentir Cigás”, disse.

Publicações relacionadas

Prefeitura recebe 95 novos médicos bolsistas do Programa Mais Saúde Manaus

Redação

URGENTE: TRE põe pra andar processo que pede cassação de Wilson Lima e Carlos Almeida

Redação

Por que a Samel tem zero mortes por Covid-19 entre seus pacientes

Redação

Deixe uma resposta