Amazonas Destaques Manaus

Josué Neto defende espaço para multinacionais investirem no Amazonas

Em sessão virtual nesta terça-feira (9) o presidente da Assembleia Legislativa do Amazonas, deputado Josué Neto defendeu que o Estado precisa deixar as multinacionais e empresas nacionais investirem no Amazonas a partir das atividades que envolvem o gás natural. Josué afirmou que o monopólio da Companhia de Gás do Amazonas (Cigás) precisa ser quebrado para trazer desenvolvimento e empregos para 16 municípios do interior.

Josué disse que o atual monopólio do gás no Amazonas não cria empregos, nem renda e nem benefícios para a sociedade. Explicou que a Lei do Gás, por meio, do Projeto de Lei nº 153/2020, de sua autoria, aprovado na Casa Legislativa e vetado pelo Governo do Amazonas, vai beneficiar diretamente 17 municípios, já que Manaus também integra essa lista.

“Estamos falando de 10 mil novos empregos que a Cigás se nega a investir na cidade de Manaus. De aumentar a rede de distribuição de gás, que o gás não é apenas gás de cozinha, querem mentir para o povo. O gás se transforma em energia, em energia veicular, energia residencial, então, vamos parar de mentir Cigás”, disse.

Publicações relacionadas

Josué apoia pautas de Bolsonaro para Amazônia e diz que bioeconomia e geração de empregos vai melhorar a vida do povo amazonense

Redação

MPF manda denúncia contra Wilson Lima

Redação

Patente da Xiaomi mostra celular dobrável com câmera giratória

Redação

Deixe uma resposta