Brasil Destaques

Jornalista idiota, babaca, esquerdista doente que pediu a morte de todo clã bolsonaro e dos pastores da Universal foi demitido

Em comunicado, a emissora disse que repudia, naturalmente qualquer tupo de discurso de ódio e incitação a violência. | Reprodução

Jornalista J.P Cuenca, que trabalhava em TV Alemã, foi demitido da emissora após sugerir a morte por enforcamento de todo clã bolsonaro e ainda ofender membros da igreja Universal nas redes sociais. De acordo com a imprensa a dispensa aconteceu na sexta-feira (19).

Em um dos posts do jornalista no Twitter ele diz: “O brasileiro só será livre quando o último Bolsonaro for enforcado nas tripas do último pastor da igreja Universal.”

Logo após o post polêmico, TV Alemã Deutsche Welle (DW) anuncio a demissão do jornalista J.P. Cuenca. Em comunicado, a emissora disse que repudia, naturalmente qualquer tupo de discurso de ódio e incitação a violência.

Após dispensa, o jornalista desabafou em suas redes sociais e disse que a decisão da emissora foi “mentiroso, covarde e difamatório”.

Publicações relacionadas

Países vetam voos do Reino Unido após mutação do coronavírus

Redação

Wilson Lima entrega Centro de Convivência do Mutirão revitalizado por reeducandos da Seap

Redação

Policiais militares da COE e CIPCães detêm suspeitos de tráfico de drogas em embarcação no Educandos

Redação

Deixe uma resposta