Brasil Destaques

Jornalista idiota, babaca, esquerdista doente que pediu a morte de todo clã bolsonaro e dos pastores da Universal foi demitido

Em comunicado, a emissora disse que repudia, naturalmente qualquer tupo de discurso de ódio e incitação a violência. | Reprodução

Jornalista J.P Cuenca, que trabalhava em TV Alemã, foi demitido da emissora após sugerir a morte por enforcamento de todo clã bolsonaro e ainda ofender membros da igreja Universal nas redes sociais. De acordo com a imprensa a dispensa aconteceu na sexta-feira (19).

Em um dos posts do jornalista no Twitter ele diz: “O brasileiro só será livre quando o último Bolsonaro for enforcado nas tripas do último pastor da igreja Universal.”

Logo após o post polêmico, TV Alemã Deutsche Welle (DW) anuncio a demissão do jornalista J.P. Cuenca. Em comunicado, a emissora disse que repudia, naturalmente qualquer tupo de discurso de ódio e incitação a violência.

Após dispensa, o jornalista desabafou em suas redes sociais e disse que a decisão da emissora foi “mentiroso, covarde e difamatório”.

Publicações relacionadas

Presidente do TCE-AM vence a Covid e recebe alta hospitalar

Redação

Petrobras avança no desenvolvimento do campo de Búzios, no pré-sal

Redação

MPF investiga possível fraude na destinação do primeiro lote de vacina contra covid-19 em Manaus (AM)

Redação