Cotidiano

Jornalista britânico e indigenistas desaparecem no Vale do Javari (AM)

MANAUS – O jornalista Dom Phillips, correspondente do The Guardian, está desaparecido no Amazonas. Ele e o amigo Bruno Pereira, que é indigenista, desapareceram na região da Cabeça do Cachorro, em São Gabriel da Cachoeira, a 850 quilômetros de Manaus.

O desaparecimento foi informado por Jonathan Watts, editor de meio ambiente da publicação britânica, em postagem no Twitter.

Segundo Jonathan Watts, eles foram ameaçados quando apuravam reportagem no Vale do Javari, território indígena. O editor pede ajuda das autoridades brasileiras para localizá-los.

O The Guradian informa que Phillips elabora um livro sobre meio ambiente com apoio da Fundação Alicia Patterson. Ele mora em Salvador e faz reportagens sobre o Brasil há mais de 15 anos para jornais como Guardian, Washington Post, New York Times e o Financial Times.

Conforme o jornal britânico, em comunicado o grupo indígena Univaja disse que Phillips e Pereira partiram na semana passada de barco para uma região conhecida como Lago do Jaburu, chegando ao seu destino na noite de sexta-feira (3).

Por volta das 6h de domingo, após dois dias de reportagens, eles deveriam regressar por via fluvial à Atalaia do Norte. A viagem não deveria ter levado mais de três horas, mas um grupo de busca foi enviado por volta das 14h, depois que eles não chegaram.

Nota no Twitter sobre jornalista desaparecido no Vale do Javari

Publicações relacionadas

Detentos transexuais garantem direito de usar nome social em penitenciária do Amazonas

Redação

QUEM É A IRMÃ QUE PODE ROMPER O MACHISMO E SUCEDER KIM JONG-UN

Redação

Brasil registra 64 casos confirmados de hepatite infantil misteriosa

Redação

Deixe um comentário