Amazonas Destaques Manaus

Investimentos milionários de campanhas políticas em Manaus não conseguem motivar eleitor

Até esta quarta-feira (14) de outubro, o eleitor de Manaus não mostrou empatia com o material de campanha política dos candidatos a prefeito apresentados na TV e no rádio. Há um vácuo entre o que os marketeiros propõem nas peças que vão ao ar e o interesse do eleitor.
Praticamente todas as campanhas políticas em Manaus são comandadas por marketeiros de outras regiões do país, contratados a peso de ouro, mas sem o contraponto de quem conhece as motivações locais. As mensagens não carregam aquele algo pessoal que mexe com a emoção do indivíduo, vira um “enlatado” de frases prontas – mais do mesmo – e resultado não poderia ser outro: ausência completo de interesse na campanha.
Enquanto isso, profissionais de Manaus com larga experiência no mercado, que tiveram participação efetiva em eleições passadas que movimentaram a cidade, estão à margem das eleições deste ano. É o caso do experiente Jefferson Coronel e dos jornalistas Hiel Levy, Marcos Stoyanovith, sem esquecer nomes como Jorge Bastos e Renato Bagre, entre outros.
Em 2020, um aprendizado que pode custar a cadeira de prefeito para alguns: não tem receita pronta que permita deixar de lado a intimidade do “amazonês” e o conhecimento profundo das relações que norteiam o dia a dia do manauara. Os marketeiros recorrem a antigos ingredientes, mas, até agora, as campanhas são apresentadas sem nenhum tempero

Publicações relacionadas

Decreto prorroga suspensão de visitas a presídios do Amazonas até final de abril

Redação

Lista de classificados da segunda chamada do Bolsa Universidade estará disponível nesta segunda, 23/12

Redação

Derrotas no Judiciário e Legislativo expõe ‘solidão política’ do governo Wilson Lima

Redação

Deixe uma resposta