Amazonas Destaques Manaus Polícial

Homens suspeitos de envolvimento em homicídios são presos em Manaus

Trio suspeito de participar de pelo menos 10 homicídios é preso durante operação da Polícia Civil em Manaus — Foto: Carolina Diniz/G1 AM
Trio suspeito de participar de pelo menos 10 homicídios é preso durante operação da Polícia Civil em Manaus — Foto: Carolina Diniz/G1 AM

Trio suspeito de participar de pelo menos 10 homicídios é preso durante operação da Polícia Civil em Manaus — Foto: Carolina Diniz/G1 AM

Três suspeitos de envolvimento em homicídios registrados no início deste ano na capital amazonense foram presos na noite de segunda-feira (10) na Zona Leste de Manaus. Segundo a Polícia Civil, um deles é apontado como líder do tráfico de drogas no bairro Tancredo Neves e teria envolvimento em uma série de mortes.

A suspeita da polícia é de que os três tenham participado de pelo menos dez mortes. Entre elas, os homicídios de uma criança, de 10 anos, e de uma mulher, de 23, que ocorreram no dia 9 de janeiro, nas Zonas Leste e Norte da capital.

No dia 24, outros quatro suspeitos de envolvimento nesses dois casos foram detidos pela polícia. Segundo o titular da Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS), delegado Paulo Martins, de 10 a 12 pessoas, já identificadas, integram o grupo criminoso, responsável por essas mortes. Eles atuavam em bairros como Novo Aleixo, Tancredo Neves, São José e adjacências.

“Eles eram monitorados tanto pela DEHS, como pela SSP, e ontem foram presos praticamente ao mesmo tempo. Várias equipes estavam monitorando os envolvidos simultaneamente”, afirmou.

O trabalho de investigação, conforme o delegado, tem sido realizado em parceria com a equipe de inteligência da SSP, Seai, Seaop, Seap.

Para o titular da DEHS, a disputa por territórios para o tráfico de drogas teria motivado os homicídios relacionados ao grupo.

A reportagem conversou com a advogada de um dos presos, porém ela preferiu não se manifestar enquanto não estiver ciente dos crimes pelos quais o cliente será indiciado.

Gabinete de crise

Em janeiro, Manaus bateu o recorde em comparação com o ano passado no número de mortes violentas, com um aumento de 60% nos índices. Em 10 dias, fevereiro tem mais de 30 casos registrados de homicídios, latrocínios ou mortes seguidas de lesões.

Após o alto número de mortes registradas neste início de ano, o Governo do Amazonas anunciou, na noite desta segunda-feira (10), a instalação de um Gabinete de Crise da Segurança Pública, que coloca o sistema de segurança em alerta, nas cadeias e nas ruas de Manaus.

O secretário executivo de Segurança Pública, coronel Anézio Paiva, relatou que a necessidade de instalação do Gabinete foi identificada a partir dos sinais de desentendimento entre integrantes de facções, identificados pelos serviços de inteligência do Estado: da Secretaria de Inteligência (Seai), Polícia Militar e da Secretaria de Administração Penitenciária (Seap).

No fim de semana, informa o secretário de Administração Penitenciária, coronel Marcus Vinícius, as visitas nos presídios foram suspensas no domingo. ‘’Uma estratégia para resguardar a vida dos visitantes em caso de confronto entre detentos’’, disse.

Publicações relacionadas

URGENTE – MANAUS TEM O PRIMEIRO CASO DE CORONAVÍRUS COVID-19

Redação

Google Chats permitirá convidar ‘contatos externos’ para bate-papos

Redação

Cliente é baleado por entregador de pizza após discussão em Manaus

Redação

Deixe uma resposta