Amazonas Destaques Manaus

Homem armou emboscada para matar militar após ser perseguido por conta de acidente de trânsito em Manaus, diz polícia

Um homem foi preso e outras três pessoas foram indiciadas por suspeita de envolvimento na morte de um subtenente da Marinha do Brasil, de 46 anos, nesta quinta-feira (15). Segundo a polícia, o suspeito preso armou uma emboscada para matar o militar após um acidente de trânsito em Manaus, no dia 5 de outubro.

Conforme a polícia, o suspeito colidiu contra o carro da vítima, e foi perseguido pelo casal. Os outros envolvidos no caso esperaram as vítimas em um beco na Comunidade Santa Marta, bairro Colônia Terra Nova, Zona Norte de Manaus.

De acordo com o delegado titular da Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS), Charles Araújo, no dia do crime, houve um acidente de trânsito onde um dos suspeitos bateu no veículo do subtenente, que estava com a esposa, no bairro São Francisco, Zona Sul. Em seguida, o motorista do carro fugiu do local.

A vítima, que havia ficado no prejuízo, seguiu o suspeito até a Zona Norte da cidade. O delegado informou ainda que, enquanto era perseguido, o suspeito armou uma emboscada para o subtenente e a esposa. Ele acionou os outros suspeitos, que ficaram esperando as vítimas no local onde o crime ocorreu.https://tpc.googlesyndication.com/safeframe/1-0-37/html/container.html

“As investigações apontaram que, ao chegarem em determinado ponto daquela comunidade, as vítimas foram agredidas brutalmente pelos infratores. Eles ainda tentaram tirá-los do lugar onde as agressões ocorreram e dirigiram o veículo para um bairro vizinho, com o intuito de dificultar os trabalhos policiais, porém conseguimos traçar todo esse movimento feito por eles”, detalhou Araújo.

O subtenente da Marinha não resistiu aos ferimentos e morreu no local do crime. A esposa dele conseguiu resistir e acionou populares que passavam pela área e socorreram ela para uma unidade de saúde.

O delegado ressaltou que, após as equipes tomarem conhecimento do crime, iniciaram as investigações sobre o caso e identificaram o suspeito que dirigia o carro, além de outros dois homens e uma mulher suspeitos de participarem do crime.

Prisão do suspeito

Durante a ação policial, nesta quinta-feira (15), o suspeito que dirigia o carro no dia do crime foi preso em cumprimento de um mandado de prisão temporária, que havia sido expedido em nome dele na terça (13), pela juíza Andréa Jane Silva de Medeiros, da Central de Plantão Criminal, por suspeita de participação no crime.

Ao longo da ação policial, outro homem estava com porções de drogas e foi preso em flagrante por tráfico de drogas. Ele também foi indiciado juntamente com outro homem e uma mulher por suspeita de envolvimento no homicídio do militar e tentativa de homicídio da esposa dele.

Ainda conforme o delegado Charles Araújo, o foram localizados em pontos distintos da Zona Norte da cidade. Segundo a polícia, o suspeito que dirigia o carro no dia do crime já respondia na Justiça por outro homicídio. Durante a prisão dele, estava utilizando uma tornozeleira eletrônica.

“Apreendemos também dois veículos, sendo um Peugeot e outro Chevrolet Meriva, utilizados no crime. Inclusive, um deles já estava em uma oficina passando por reparos para tentar despistar nossas equipes. Vamos dar andamento nas investigações para descobrirmos se outras pessoas tiveram participação na ação criminosa”, finalizou o titular da DEHS.https://tpc.googlesyndication.com/safeframe/1-0-37/html/container.html

As quatro pessoas serão indiciadas por homicídio qualificado e tentativa de homicídio qualificado. O homem que foi preso com porções de drogas também foi autuado em flagrante pelo crime de tráfico. Eles serão levados para a Central de Recebimento e Triagem (CRT) do sistema prisional, onde permanecerão à disposição da Justiça.

Publicações relacionadas

Prefeitura promove ações de combate à hanseníase no ‘Janeiro Roxo’

Redação

Nota técnica da Susam orienta hospitais sobre o uso da cloroquina enviada pelo Ministério da Saúde

Redação

Tribunal cria comitê para fiscalizar recursos destinados ao combate ao COVID-19 no AM

Redação

Deixe uma resposta