Amazonas Destaques Manaus

Governo anuncia abertura de 45 novos leitos no Hospital Delphina Aziz; número de UTIs ativas sobe para cem

O governador Wilson Lima anunciou, na noite desta quarta-feira (15), a abertura de 45 novos leitos (25 de UTI e 20 clínicos) no Hospital e Pronto-Socorro Delphina Aziz, que é referência para os casos de Covid-19 no estado. Com isso, o hospital passa a operar com 100 leitos de UTI disponíveis para pacientes com o novo coronavírus.

Dos 1.554 casos confirmados da doença no Amazonas, 140 estão internados, sendo 70 em leitos clínicos e 70 em leitos de UTI. O governador informou que a ampliação foi possível graças ao reforço dos profissionais de saúde aprovados no concurso do Corpo de Bombeiros de 2009 e que estão sendo integrados à corporação nesta semana.

Já a partir desta quarta-feira, cinco médicos intensivistas da corporação passaram a dar plantão no Delphina Aziz, e a previsão é que novos bombeiros militares, de várias especialidades, também comecem a atuar no hospital a partir desta quinta-feira (16).

De acordo com o governador, formandos da área da saúde que terão a colação de grau antecipada pela Universidade do Estado do Amazonas (UEA) também somarão esforços na assistência aos pacientes do Delphina Aziz. “Há um reforço de mais de 20 profissionais que estão no período final de Medicina, que terão adiantada a sua formatura, e também já virão para cá”, informou.

O governo do Amazonas anunciou, na sexta-feira (10), que o Hospital Delphina Aziz havia atingido a capacidade máxima operacional. Sem condição de operar por falta de profissionais, o governo informou atuar para novas contratações.

Os pacientes que tiveram necessidade de atendimento e chegaram ao Delphina Aziz foram remanejados pela Secretaria de Estado de Saúde do Amazonas (Susam) para outras unidades de saúde da rede pública.

De sobreaviso ficam as chamadas “salas rosas”, instaladas nos pronto-socorros, em nove postos de Serviços de Pronto-Atendimento e duas Unidades de Pronto-atendimento da capital. Elas têm leitos clínicos e de estabilização com respiradores, caso o paciente necessite de intervenção enquanto aguarda a transferência para o hospital de referência.

Com a oferta de mais 25 leitos de UTI, o Delphina Aziz passa a usar toda a capacidade instalada do quarto andar da unidade. Já os 20 novos leitos clínicos que também serão abertos passarão a ocupar o quinto andar do prédio.

A secretária de saúde do Amazonas, Simone Papaiz, declarou, na segunda-feira (13), que a maior dificuldade em aumentar o número de leitos ativos “é a contratação de recursos humanos em totalidade”. Durante coletiva de imprensa, na segunda-feira, a secretária afirmou que o Delphina Aziz contava apenas com 25 novos leitos de UTI, totalizando 75.

O novo hospital de campanha montado pela Prefeitura de Manaus no Lago Azul, na Zona Norte, também reforça o atendimento no sistema público de saúde para casos de Covid-19. A unidade recebeu os primeiros pacientes de Covid-19 na madrugada desta terça-feira (14). Eles foram encaminhados para a Unidade de Terapia Intensiva (UTI) 1, que entrou em funcionamento imediato na noite de domingo, com 18 leitos iniciais instalados.

Profissionais enviados pelo Ministério da Saúde

Uma equipe com 15 profissionais de saúde, sendo cinco médicos e dez enfermeiros, enviada pelo Ministério da Saúde deve começar a atuar em Manaus na próxima quinta-feira (16), de acordo com a Secretaria de Estado de Saúde (Susam). A informação foi divulgada durante coletiva de imprensa online, na tarde desta terça-feira (14).

A secretária de Saúde do Estado, Simone Papaiz, afirmou que os profissionais já começam a atuar na quinta-feira, e não haverá a necessidade de ficarem de quarentena, pois chegarão à capital amazonense já com os procedimentos de testagem para coronavírus realizados. Segundo Papaiz, esta é a primeira equipe a chegar, mas haverá outras atuando nas unidades de alta complexidade de referência do tratamento.

“Chegarão e ficarão do dia 16 até o dia 24, não ficarão de quarentena porque já vêm testados. A ideia é que a vinda das equipes que ficam nesses períodos, eles vêm por períodos, uma equipe vem, fica, vai embora e em seguida o Ministério da Saúde já envia outra equipe. A ideia é que eles atuem nas unidades de portas abertas com alta complexidade”, contou.

Casos do novo coronavírus no Amazonas

O Amazonas registrou 16 novas mortes em 24 horas e o número de óbitos pelo novo coronavírus chegou a 106 no estado. No mesmo período, foram confirmados 70 novos casos da doença, conforme boletim divulgado, nesta quarta-feira (15), pela Fundação de Vigilância em Saúde (FVS-AM). O número total de casos confirmados no Estado chegou a 1.554.

De acordo com a FVS-AM, a capital amazonense concentra 1.350 casos confirmados, totalizando 86% dos registros em todo o estado. O interior registra 204 casos, distribuídos em 18 municípios. No interior, a situação do município de Manacapuru preocupa as autoridades de saúde, por registrar 111 casos confirmados e seis óbitos.

Ainda conforme o boletim, o número de pessoas fora do período de transmissão da Covid-19 saltou e chegou a 194 no estado.

Publicações relacionadas

Entenda tratamento contra coronavírus que usa sangue de pacientes curados e saiba quem pode ser doador

Redação

Moto fica de cabeça para baixo após grave colisão com ambulância em avenida de Manaus; casal ficou ferido

Redação

Vendaval na tarde da terça-feira deixa marcas de destruição em Manaus

Redação

Deixe uma resposta