Amazonas Destaques Manaus

Governo acelera cirurgias em Manaus para desafogar hospitais públicos

MANAUS – Três dos maiores hospitais públicos de Manaus – 28 de Agosto, Platão Araújo e João Lúcio – vão concentrar cirurgias a partir desta segunda-feira, 26, para liberar pacientes internados que não se enquadram mais no regime de urgência. São pessoas acometidas com problemas ortopédicos, de vias biliares e vasculares.

Nesta segunda começam as operações nos pacientes ortopédicos. A meta é realizar, em 30 dias, 180 procedimentos de ortopedia. “Os três prontos-socorros estarão simultaneamente fazendo essa operação. Vamos ocupar um horário diferenciado para essas cirurgias, das 19h às 1h, utilizando um tempo e um espaço ocioso da unidade de saúde”, disse o secretário de Saúde Marcellus Campêlo….

Pacientes com traumas ortopédicos serão identificados nos hospitais e prontos-socorros. Com a medida, a Secretaria de Saúde pretende dar alta médica para liberar leitos e permitir melhor uso das acomodações clínicas dessas unidades.

Neste domingo, o HPS 28 de Agosto também recebeu dez aparelhos perfuradores que serão utilizados nas cirurgias ortopédicas. Foram adquiridas 35 unidades do equipamento para esses procedimentos.https://googleads.g.doubleclick.net/pagead/ads?client=ca-pub-9863085251226930&output=html&h=280&adk=3945022384&adf=2195418203&pi=t.aa~a.1874197294~i.12~rp.4&w=768&fwrn=4&fwrnh=100&lmt=1603723697&num_ads=1&rafmt=1&armr=3&sem=mc&pwprc=9758937064&psa=1&guci=2.2.0.0.2.2.0.0&ad_type=text_image&format=768×280&url=https%3A%2F%2Famazonasatual.com.br%2Fgoverno-acelera-cirurgias-em-manaus-para-desafogar-hospitais-publicos%2F&flash=0&fwr=0&pra=3&rh=192&rw=768&rpe=1&resp_fmts=3&wgl=1&fa=27&tt_state=W3siaXNzdWVyT3JpZ2luIjoiaHR0cHM6Ly9hZHNlcnZpY2UuZ29vZ2xlLmNvbSIsInN0YXRlIjowfV0.&dt=1603722571623&bpp=6&bdt=4581&idt=6&shv=r20201021&cbv=r20190131&ptt=9&saldr=aa&abxe=1&cookie=ID%3Da1edf40b032c00b5%3AT%3D1602850477%3AS%3DALNI_MZKeqt2J6BLqNrywNg4mLbg1fHy5A&prev_fmts=0x0%2C320x250&nras=2&correlator=7785148830426&frm=20&pv=1&ga_vid=1212903845.1601987857&ga_sid=1603722570&ga_hid=397279274&ga_fc=0&iag=0&icsg=632814760361983&dssz=55&mdo=0&mso=0&u_tz=-240&u_his=1&u_java=0&u_h=768&u_w=1366&u_ah=728&u_aw=1366&u_cd=24&u_nplug=3&u_nmime=4&adx=291&ady=1665&biw=1349&bih=625&scr_x=0&scr_y=0&eid=44726948&oid=3&pvsid=3628591040036290&pem=92&ref=https%3A%2F%2Fnews.google.com%2F&rx=0&eae=0&fc=384&brdim=0%2C0%2C0%2C0%2C1366%2C0%2C0%2C0%2C1366%2C625&vis=1&rsz=%7C%7Cs%7C&abl=NS&fu=8320&bc=31&ifi=14&uci=a!e&btvi=1&fsb=1&xpc=j5Fk2QMwh7&p=https%3A//amazonasatual.com.br&dtd=M

O mesmo trabalho de desospitalização será adotado para pacientes que aguardam procedimentos vasculares de baixa e média complexidade e de vias biliares (retirada de pedra na vesícula).

Para isso, outras unidades da rede estadual, como o Geraldo da Rocha, irão oferecer leitos de retaguarda para pacientes Covid-19 sem o vírus ativo e que necessitam de procedimentos vasculares menos complexos, por exemplo aqueles que necessitam de atendimento para pé diabético.

Neste final de semana, a unidade já começou a receber os primeiros pacientes vasculares e clínicos, liberando um total de 12 leitos, oito no HPS 28 de Agosto e quatro no HPS Platão Araújo.

Aparelhos perfuradores para cirurgias ortopédicas (Foto: Rodrigo Santos/Secom)
Aparelhos perfuradores para cirurgias ortopédicas (Foto: Rodrigo Santos/Secom)
Síndromes gripais

O planejamento visa também preparar a rede para um possível crescimento no número de hospitalizações com o início da sazonalidade de Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG), a partir da ocorrência mais frequente de chuvas em Manaus, que geralmente é acompanhada pelo aparecimento de infecções respiratórias.

“Estamos observando aumento nas internações e permanência de longa duração no hospital Delphina Aziz, onde parte dos internados já saiu do período de transmissibilidade. Para isso estamos fazendo uma ação de desospitalização do Delphina e precisamos abrir leitos na retaguarda da rede”, disse Campêlo.

Para o período sazonal das síndromes gripais, que acontece de novembro a junho, há também a previsão do aumento do número de leitos no Hospital Delphina Aziz e nas outras unidades de referência, em cinco fases, conforme a taxa de ocupação de leitos.

Publicações relacionadas

Call of Duty Warzone: veja as melhores armas do jogo

Redação

Bolsonaro agradece Índia por insumos para produzir hidroxicloroquina

Redação

Em um mês sem aulas presenciais, secretário Luís Fabian empenha mais de R$ 66 mi da Seduc

Redação

Deixe uma resposta