Manaus Amazonas Destaques

‘Foguetório’ homenageia líder de facção, em Manaus

Manaus – Uma intensa queima de fogos ocorreu na noite desta quarta-feira (27), em vários bairros de Manaus, para, segundo a polícia, ‘homenagear’ Enilton Cordovil, conhecido popularmente como ‘Roleta’, líder de uma facção criminosa que atua no Amazonas. O homem morreu na última quinta-feira (21), no município Simão Dias, no Estado de Sergipe, após ser alvejado durante sua prisão. Ele reagiu a abordagem policial.

Em vídeos que circulam nas redes sociais é possível ver um grupo de ‘amigos’’segurando balões brancos e pretos, em formato de coração, que continham a foto de ‘Roleta’.

O ‘adeus’ foi acompanhado pelos fogos e por frases como “vai com Deus, mano” e “tamo junto, pai”, proferidas por integrantes da facção liderada pelo ‘homenageado’.

Queima de fogos para homenagear ‘Roleta’ ocorreu em vários bairros de Manaus (Foto: Reprodução)

Operação

De acordo com policiais civis do Departamento de Repressão ao Crime Organizado (DRCO), Enilton Cordovil foi alvejado no momento de sua prisão, após reagir a abordagem policial. ‘Roleta’ era investigado por homicídios, tráfico de drogas e organização criminosa.

De acordo com o delegado Rafael Allemand, Enilton era alvo da operação ‘Contra-Ataque’, deflagrada no dia 14 de maio, em Manaus. “ A operação Contra-Ataque foi determinada pela delegada-geral da Polícia Civil do Amazonas, Emília Ferraz Carvalho Moreira, e teve dois meses de investigação, com o objetivo de averiguar diversas ameaças feitas por traficantes contra agentes de segurança pública do Estado”, disse.

Ainda de acordo com Allemand, ‘Roleta’, além de ser procurado no Estado no Amazonas, era também procurado no Estado do Ceará, onde tinha passagem pela polícia por roubo a banco. Ele estava foragido da Justiça desde 2018, e figurava entre os 15 maiores criminosos à solta na lista da policia cearense.

“No Amazonas ele era o número um, responsável por liderar uma facção criminosa no Estado. O mesmo era responsável por organizar todos os ataques a facção rival na nossa região. Chegou também ao nosso conhecimento que Enilton estava projetando todas as fugas dos presídios do Amazonas e estava arquitetando um plano para explodir todas as unidades prisionais do Estado, e assim os detentos pudessem fugir” explicou o delegado.

Outras treze pessoas foram presas durante a operação. Destas, cinco pertencem ao “alto escalão” da mesma facção criminosa que ‘Roleta’

Publicações relacionadas

Arthur diz que existe um preconceito estúpido contra a Zona Franca de Manaus e contra a Amazônia

Redação

Polícia Militar, por meio da 6ª Cicom, detém suspeitos de roubo na zona norte

Redação

Lista de classificados da segunda chamada do Bolsa Universidade estará disponível nesta segunda, 23/12

Redação

Deixe uma resposta