Amazonas Destaques Manaus

Flamengo perde nos pênaltis para o Racing e se despede da Libertadores

Rio de Janeiro – Flamengo se despediu da Copa Libertadores nesta terça-feira (1), após ser derrotado por 5 a 3 na disputa de pênaltis pelo Racing (Argentina) em pleno estádio do Maracanã no jogo de volta das oitavas de final da Copa Libertadores. As equipes ficaram no 1 a 1 nos 90 minutos

Copa Libertadores – Flamengo v Racing Club (Foto: EFELATPOOL)

Após empate em 1 a 1 na partida de ida, realizada na última terça no estádio Presidente Perón, o Rubro-Negro tinha a vantagem de se classificar em caso de igualdade em 0 a 0, pois o gol fora de casa é critério de desempate nas competições organizadas pelo Conmebol.

Primeiro tempo do Flamengo
Mesmo com a possibilidade de avançar para as quartas de final com o empate sem gols, jogando em casa o Flamengo partiu para o ataque na etapa inicial. A estratégia adotada pelo técnico Rogério Ceni foi adiantar as linhas de sua equipe, pressionando a saída de bola dos argentinos e valorizando a posse de bola.

O resultado foi um Racing que pouco criou no primeiro tempo (teve apenas uma chance clara em contra-ataque) e um Flamengo que até criou, mas não conseguiu transformar as oportunidades em gols. E a principal delas surgiu aos 44 minutos, quando Arrascaeta lançou Vitinho, que ficou na cara do goleiro Arias, mas o camisa 11 bateu rasteiro para fora.

Expulsão de Rodrigo Caio
Na segunda etapa, o time argentino começou a sair mais para o jogo, pois precisava de uma vitória para avançar. Mas a partida começou a mudar de cara mais por um apagão do time brasileiro do que por mérito do Racing.

Havia muita expectativa em torno do retorno de Rodrigo Caio ao Flamengo, pois o zagueiro estava desde setembro afastado da equipe. Mas foi justamente em um lance do defensor que o gol do Racing saiu.

Aos 17 minutos Rodrigo Caio entra de forma dura em um adversário. Como resultado ele recebe o cartão amarelo, o problema é que ele já havia sido penalizado com outro amarelo na etapa inicial. Assim, ele é expulso por acumulação de penalizações.

Esta infração foi cobrada apenas dois minutos depois. O volante Leonel Miranda levantou a bola na área, o zagueiro Gustavo Henrique falhou ao tentar afastar, e Sigali aproveita a sobra para vencer o goleiro Diego Alves.

Pressão do Flamengo
Com um a menos, e a desvantagem no marcador, Rogério Ceni promove algumas mudanças para tornar sua equipe mais ofensiva, entre elas a entrada do artilheiro Pedro, que também retornava de lesão muscular.

Aos 35 o lateral chileno Isla levanta na área e Bruno Henrique cabeceia com muito perigo para defesa de Arias. E o goleiro do Racing volta a aparecer muito bem dois minutos depois, quando Willian Arão finaliza de cabeça após cobrança de escanteio de Vitinho.

Mas aos 47 da etapa final o Flamengo consegue o empate que garantia a disputa de pênaltis, Diego cobra escanteio para gol de cabeça de Willian Arão na primeira trave.

Disputa de pênaltis
Nos pênaltis, o Racing foi perfeito (com gols de Lisandro López, Rojas, Sigali, Alcaraz e Fabricio Domínguez), enquanto pelo Flamengo Filipe Luís, Gerson e Pedro marcam, e Willian Arão tem sua cobrança defendida pelo goleiro Arias. Vitória de 5 a 3 dos argentinos sobre o time da Gávea, que assim se despede da Libertadores.

Publicações relacionadas

Bares e restaurantes têm horário de funcionamento estendido no AM

Redação

Wilson troca secretaria executiva da Capital da Susam

Redação

Caixa deposita saque emergencial do FGTS para nascidos em fevereiro

Redação

Deixe uma resposta