Amazonas Destaques Manaus

Fabricantes de motos em Manaus produzem 104.094 unidades em novembro

MANAUS – A produção de motocicletas em Manaus registra aumento de 14,5% em novembro em relação a outubro, segundo a Abraciclo (Associação Brasileira dos Fabricantes de Motocicletas, Ciclomotores, Motonetas, Bicicletas e Similares). Foram 104.094 unidades. Em outubro foram 90.880 motos. Em relação a novembro de 2019, a alta foi de 11,8% (93.128 unidades).

Esse foi o segundo melhor resultado do ano – ficando abaixo de setembro, quando foram fabricadas 105.046 motocicletas. Na análise de Marcos Fermanian, presidente da Abraciclo, o desempenho, desde a retomada das atividades fabris, é resultado dos esforços de toda a cadeia produtiva para atender à crescente demanda por motocicletas. “Estamos tentando suprir as necessidades do mercado e todas as fabricantes e seus fornecedores trabalham para atingir o equilíbrio entre a oferta e a demanda o mais rápido possível”, disse.https://googleads.g.doubleclick.net/pagead/ads?guci=2.2.0.0.2.2.0.0&client=ca-pub-9863085251226930&output=html&h=280&adk=4109985941&adf=15685680&pi=t.aa~a.1853531013~rp.1&w=768&fwrn=4&fwrnh=100&lmt=1607603428&rafmt=1&to=qs&pwprc=9758937064&psa=1&format=768×280&url=https%3A%2F%2Famazonasatual.com.br%2Ffabricantes-de-motos-em-manaus-produzem-104-094-unidades-em-novembro%2F&flash=0&fwr=0&rpe=1&resp_fmts=3&wgl=1&tt_state=W3siaXNzdWVyT3JpZ2luIjoiaHR0cHM6Ly9hZHNlcnZpY2UuZ29vZ2xlLmNvbSIsInN0YXRlIjowfSx7Imlzc3Vlck9yaWdpbiI6Imh0dHBzOi8vYXR0ZXN0YXRpb24uYW5kcm9pZC5jb20iLCJzdGF0ZSI6MH1d&dt=1607602361504&bpp=12&bdt=8029&idt=12&shv=r20201203&cbv=r20190131&ptt=9&saldr=aa&abxe=1&cookie=ID%3Da1edf40b032c00b5%3AT%3D1607016987%3AS%3DALNI_MYhuMpHElvoNksrg95JxpIyiwDJBw&prev_fmts=0x0%2C320x250&nras=1&correlator=7819131606948&frm=20&pv=1&ga_vid=1212903845.1601987857&ga_sid=1607602359&ga_hid=755743677&ga_fc=0&u_tz=-240&u_his=1&u_java=0&u_h=768&u_w=1366&u_ah=728&u_aw=1366&u_cd=24&u_nplug=3&u_nmime=4&adx=291&ady=1522&biw=1349&bih=568&scr_x=0&scr_y=0&eid=42530672&oid=3&psts=AGkb-H_xtVd0WjffyVPvHszw9_o8g1-5MN9N8029oN7c5tDok4UULicLr17Lfo8eMZe64Q&pvsid=1644770356356680&pem=92&ref=https%3A%2F%2Fnews.google.com%2F&rx=0&eae=0&fc=896&brdim=0%2C0%2C0%2C0%2C1366%2C0%2C0%2C0%2C1366%2C568&vis=1&rsz=o%7Co%7CeEbr%7C&abl=NS&pfx=0&fu=8320&bc=31&ifi=15&uci=a!f&btvi=1&fsb=1&xpc=ZMJQUPuopy&p=https%3A//amazonasatual.com.br&dtd=M

Fermanian explica que, por enquanto, não será possível acabar com esse descompasso. “É preciso ter a pandemia da Covid-19 sob controle para conseguirmos voltar aos níveis normais de produção. A adoção de uma série de restrições, que exigiram mudanças no layout das fábricas para garantir a saúde dos colaboradores, gerou aumento no tempo de fabricação das motocicletas e isso impactou fortemente o desempenho do setor”.

De janeiro a novembro, 888.515 motocicletas saíram das linhas de montagem de Manaus, significando retração de 14,5% ante as 1.038.696 unidades registradas no mesmo período de 2019.

Fermanian salienta que, embora o resultado seja negativo, o setor foi menos afetado na comparação com outros setores da indústria. “A motocicleta passou a ser a opção de deslocamento para as pessoas que querem evitar a aglomeração natural do transporte público. Além disso, é um meio de deslocamento ágil, econômico e de baixo custo de manutenção”, avalia. 

Ele acrescenta outro dado importante: o veículo se tornou um instrumento de trabalho e fonte de renda para as pessoas que passaram a atuar nos serviços de entrega.

Emplacamentos

Em novembro foram licenciadas 89.409 motocicletas. Segundo levantamento do Renavam (Registro Nacional de Veículos Automotores) analisado pela Abraciclo, houve queda de 7% na comparação com outubro (96.114 unidades). Em relação a novembro de 2019, quando foram emplacadas 88.384 motocicletas, a alta foi de 1,2%.

Com 20 dias úteis, a média de vendas diária foi de 4.470 unidades – o melhor resultado para o mês de novembro desde 2014 (5.598 motocicletas/dia). Na comparação com outubro (4.577 unidades/dia), que teve um dia útil a mais, foi registrado recuo de 2,3%. Na comparação com novembro do ano passado (4.419 motocicletas/dia), que também teve 20 dias úteis, o volume de emplacamentos foi 1,2% maior.

Os cinco estados que apresentaram o maior volume de emplacamentos foram: São Paulo (19.672 motocicletas licenciadas), Minas Gerais (7.082 unidades), Bahia (5.613 unidades), Ceará (5.091 unidades) e Pernambuco (5.064 unidades).

No acumulado do ano, as vendas no varejo somaram 816.382 motocicletas, o que corresponde a uma redução de 17% ante as 983.148 unidades licenciadas no mesmo período de 2019.

Publicações relacionadas

Em Manaus, general Theophilo visita instalações do Centro Integrado de Inteligência do Norte

Redação

Motorista de app sofre sequestro após aceitar corrida e é colocado no porta-malas enquanto dupla realiza assaltos em Manaus

Redação

Avião parte após bater em vaca no Acre

Redação

Deixe uma resposta