Amazonas Destaques Manaus

Expectativa de vida no Amazonas cai para 69,5 anos com a pandemia

LG diz a Wilson Lima que está de malas prontas para chegar a Manaus mas enfrenta pressão em São Paulo

Vereador de Manaus quer que os colegas usem esparadrapo na boca

Líder do prefeito anuncia volta da secretária Fraxe ao trabalho

Prefeitura de Manaus define data da 1ª reunião do Fórum Municipal em defesa da Zona Franca de Manaus

Wilker Barreto avalia candidatura ao Senado

Omar Aziz diz que CPI da Covid será equilibrada e não uma caça às bruxas

Federação das Indústrias do Amazonas lança Prêmio de Qualidade

Deputado quer nova data para pesca esportiva do tucunaré no Amazonas

Governo Bolsonaro aumentou o preço do oxigênio

A pandemia derrubou a expectativa de vida dos amazonenses. De 72,81 anos caiu para 69,53 anos, uma redução de 3,28 anos em apenas 12 meses de pandemia. Mas a queda mais acentuada no País foi em Brasília, que reduziu a expectativa de vida de seus moradores em 3,68 anos. Depois de Brasília, aparece Amapá com redução de 3,62 anos e Roraima com recuo de 3,43 e o Amazonas em quarto com 3,28. Na média nacional, o brasileiro teve redução de 1,94 anos na expectativa de vida, saindo de 76,7 anos caiu para 74,8. Os dados são do Departamento de Saúde Global e População da Escola de Saúde Pública da Universidade Harvard.

Menos tempo pra viver

Com isso, a esperança de longevidade dos brasileiros retornou ao patamar de 2013. A queda interrompe um ciclo de crescimento da expectativa de vida no país, que partiu da média de 45,5 anos, em 1945, até atingir os estimados 76,7 anos, em 2020, um ganho médio de cinco meses por ano-calendário.

LG diz a Wilson Lima que está chegando a Manaus

O governador do Amazonas Wilson Lima (PSC) recebeu o presidente da LG Electronics em Manaus, Young Seo, na sede do Governo do Amazonas no bairro da Compensa, quando recebeu a confirmação de que a partir de julho, a empresa sul-coreana começa a produzir monitores e notebooks no Polo Industrial de Manaus. A empresa sul-coreana LG continua sob pressão em São Paulo, onde vai fechar a planta industrial da cidade de Taubaté. Agora é o Tribunal Regional do Trabalho de São Paulo que está convocando uma reunião entre trabalhadores, empresa e governo paulista para encontrar uma alternativa para que a fábrica não seja fechada.

Estreia do FOPAZFM

Começa a sair do papel o Fórum Municipal Permanente de Articulação da Zona Franca de Manaus (FOPAZFM), criado pela Prefeitura de Manaus com objetivo de integrar os setores da indústria, comércio e agropecuário da ZFM. Está marcada para o próximo dia 27 (terça-feira) a primeira reunião do grupo, com a presença do prefeito David Almeida (Avante).

CPI da Covid

O senador Omar Aziz conversou com o ÚNICO sobre a CPI da Covid. Ele disse que o trabalho da comissão não será uma caça às bruxas. “Tudo será feito com equilíbrio e buscando informações completas sobre todo o processo de vacinação no país”, explicou. Omar é o mais cotado para assumir a presidência da comissão.

O presente de Natal de Bolsonaro

Pra que ninguém esqueça e a CPI da Covid apure, vale lembrar que em dezembro de 2020, o Governo de Jair Bolsonaro retirou a isenção do Imposto de Importação dos cilindros de oxigênio, aumentando a alíquota em 14% para os cilindros de ferro e 16% para os de alumínio. A decisão foi publicada em resolução da Câmara de Comércio Exterior (Camex) em 24 de dezembro de 2020.

Shádia Fraxe volta ao trabalho

O líder do prefeito na Câmara Municipal de Manaus, vereador Marcelo Serafim (PSB), anunciou que a secretária de Saúde da capital, a médica Shádia Fraxe encerrou a licença médica e retornou à Semsa. Depois de passar por duas cirurgias no intestino, a secretária termina o período de tratamento em home office.

Prêmio de Qualidade da Fieam

A Federação das Indústrias do Estado do Amazonas (Fieam) lança hoje (20) o Prêmio Qualidade Amazonas (PQA 2021), em parceria com o Instituto Vitamazônia. O PQA tem o propósito de reconhecer e dar visibilidade aos esforços das organizações do Estado do Amazonas que buscam o desenvolvimento humano e econômico da região.

Vereador propõe lei do silêncio

O vereador Sassá da Construção (PT) deu uma aulinha aos colegas de como deve ser a relação de proteção entre eles. “Nós tem que se blindar, ajudar um ao outro (sic)”, disse ele, após os vereadores Amom Mandel e William Alemão entrarem em rota de colisão na semana passada. Sassá disse: “não é nós que temos que investigar nossos colegas”. A lição de Sassá é decorrente do fato de que Amom Mandel criticou o uso do cotão (ele não usou o benefício) e foi denunciado por William Alemão de que seria um faltoso das sessões. Outros vereadores têm deixado muito claro entre conversas reservadas que estão bem alinhados a esse pensamento, pouco se importando com a população. A não ser, claro, na hora de correr atrás de voto.

Bancada da Bala

O deputado federal delegado Pablo Oliva (PSL-AM) perdeu uma boa chance de ficar calado. Defendeu os decretos que liberam a aquisição de armas pela população, como se fossem o instrumento correto para combater a violência.

Demissão na PF oficializada

Saiu no Diário Oficial de hoje (20) a exoneração oficial do superintendente da Polícia Federal do Amazonas, Alexandre Saraiva, que será substituído pelo delegado Leandro Almada da Costa. Saraiva foi exonerado depois de enviar ao Supremo Tribunal Federal uma notícia-crime contra o ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles e também contra o senador Telmário Mota (Pros-RR).

Voos mais altos

O deputado estadual Wilker Barreto (Podemos) ainda não definiu a que cargo vai concorrer nas eleições de 2022. Wilker não descarta possibilidade de sair candidato a deputado federal ou mesmo ao Senado. O martelo será batido numa conversa com Amazonino, que agora é o presidente estadual do Podemos. “Ainda está muito cedo para definições”, disse Wilker ao Portal Único. Wilker foi candidato a vice-prefeito na chapa de Amazonino na eleição de 2020 em que David Almeida foi eleito prefeito.

Novo marco para o tucunaré

O deputado estadual Fausto Júnior quer que o Estado estabeleça um novo marco na pesca esportiva do tucunaré. Fausto defende a definição de locais onde a pesca esportiva é forte para que se estabeleça a cota zero de pesca do tucunaré para outros fins. O deputado prometeu um pacote de vários projetos de lei que apontem caminhos para garantir a preservação do tucunaré. A lógica é clara, segundo o parlamentar: o tucunaré vale muito mais dentro d’água para o incentivo da pesca esportiva do que pescado para ser comido.

Publicações relacionadas

Morre o ex-ministro Bebianno aos 56 anos

Redação

Assembleia vai dar a partida no processo de impeachment de Witzel

Redação

Os bons hábitos ficam

Redação

Deixe uma resposta