Amazonas Destaques Manaus

Estudo aponta o Amazonas como um dos campeões da desigualdade racial

Políticos locais e nacionais buscam orientação com Omar Aziz

Amazonino abre conversas políticas e pode anunciar novo partido

Advogado amazonense tem apoio para ser o presidente nacional da OAB

Aniversário do Portal ÚNICO com novos produtos e prêmios

Mais de 61% da população em Manaus tomou a 1ª dose da vacina

Os “escolhedores” de vacinas estão atrasando a imunização em todo o país

Trânsito vai ficar complicado no Distrito Industrial amanhã

Amazonas campeão da desigualdade racial

Ao lado de São Paulo, o Estado do Amazonas é o estado brasileiro campeão em desigualdade racial, aferida pelo critério da diferença de renda entre uma pessoa branca e outra negra ou parda. O estudo foi feito pelo jornal Folha de S. Paulo que criou o Índice Folha de Equilíbrio Racial (Ifer).
Segundo o Ifer, em cada dez habitantes do Amazonas, com mais de 30 anos, oito são negros. Mas quando o estudo foca apenas nos 10% mais ricos, esse número cai para seis em cada dez e a diferença de renda é abissal.

Padrão no Brasil inteiro

O desequilíbrio racial não é prerrogativa do Amazonas. Não há um único estado em que brasileiros pardos e pretos tenham uma presença no topo da distribuição de renda próxima de seu peso na população, diz a Folha.

Zona Franca influencia o desequilíbrio

Entrevistado pela Folha, o economista manauense Guilherme Jacob apontou que o modelo Zona Franca pode explicar parte desse desequilíbrio entre a renda recebida por negros e pardos e sua participação numérica na sociedade, já que a atividade econômica industrial na capital gera rendas muito diferenciadas daquelas dos municípios do interior, que vivem de extrativismo e serviços públicos. Outro fator que influencia essa diferença é o fato de que os indígenas, considerados “pardos” não se autodenominam dessa forma e acabam aumentando o número de brancos com renda maior, consequentemente reduzindo o grupo “negros e pardos”.

As conversas de Amazonino

Amazonino Mendes retornou há 15 dias a Manaus e desde então, tem conversado com políticos de várias tendências. Ele tem alimentado as conversas com pesquisas que o colocam numa posição de vantagem em relação à disputa para o governo em 2022. Amazonino se mantém no Podemos mas tem convites para migrar para outros partidos.

Omar em ascensão

Quem esteve com o senador Omar Aziz (PSD) nos últimos dias, pode atestar que a popularidade dele anda em alta, além da mídia em busca de informações sobre a CPI da Pandemia, da qual ele é presidente, muitos políticos locais e de outros estados têm procurado o senador, principalmente em busca de orientações para o momento político do país. Omar tem dito que considera a democracia brasileira madura e capaz de enfrentar turbulências.

Simonetti favorito para a OAB

A Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), uma das entidades mais influentes do país, pode vir a ser presidida pelo advogado amazonense Beto Simonetti. Ele é o candidato da chapa única formada pelo grupo que comanda atualmente a OAB para suceder Felipe Santa Cruz. Simonetti tem apoio de presidentes regionais de 22 Estados.

Aniversário do Único

Julho é mês de aniversário do ÚNICO que completa dois anos. Aguarde as promoções!

Primeira dose em 61%

Manaus já tem 333.119 pessoas totalmente imunizadas com as duas doses das vacinas CoronaVac/Butantan ou AstraZeneca/Oxford, e 19.167 com a dose única da vacina da Janssen contra a Covid-19. Isso representa 22% da população. O percentual da população que recebeu apenas uma dose chega a 61%. O prazo para a segunda dose da Pfizer/BioNTech ainda não foi iniciado.

Mais vacinas

Neste último final de semana, chegaram a Manaus 115 mil novas doses de vacina contra a Covid-19, dos laboratórios AstraZeneca, Pfizer e Janssen para ampliar os grupos a serem imunizados. Vale lembrar que a faixa etária que está sendo vacinada hoje em Manaus é a de 25 anos, além dos grupos prioritários como grávidas, puérperas e trabalhadores das forças de segurança.

Sommeliers de vacinas

As autoridades sanitárias em todo o Brasil estão preocupadas com os “sommeliers de vacina”, aquelas pessoas que estão escolhendo que vacina vão tomar, assim como um sommelier escolhe o vinho a ser bebido em uma refeição. Esses grupos estão atrasando a vacinação em todo o país e, em Manaus, não é diferente. Tanto que os secretários de Saúde do Estado e da capital já foram à imprensa fazer apelos para que a população busque as vacinas, não importa a marca.
Uma das soluções encontradas por algumas prefeituras brasileiras, é simplesmente deixar de divulgar a marca do imunizante.
Nunca se viu ninguém chegar ao posto de saúde e escolher a marca da vacina para gripe ou catapora, por exemplo.

Trânsito alterado no Distrito Industrial

Nesta terça-feira (6) vai ser interditado um trecho da avenida Cupiúba no Distrito Industrial de Manaus, para que o asfalto seja recuperado. Então, o trânsito no entorno vai ser totalmente alterado, como a avenida Solimões que terá sentido único. Vai haver sinalização e agentes de trânsito no local, mas o prazo de conclusão ainda não foi definido.

Publicações relacionadas

Deputado critica interferência do Governo do AM na ALE

Redação

Nova paralisação afeta usuários do transporte público na manhã desta terça-feira

Redação

STJ prorroga prisão de cinco detidos na Sangria

Redação

Deixe uma resposta