Amazonas Destaques Manaus

Estoque de bolsas de sangue chega a nível crítico e Hemoam convoca doadores com urgência

FOTO: Divulgação/Hemoam
FOTO: Divulgação/Hemoam

Cento e oitenta e quatro bolsas de sangue. Essa é a quantidade disponível no estoque da Fundação Hospitalar de Hematologia e Hemoterapia do Amazonas (Hemomam) para atender a toda a rede hospitalar pública e privada da capital e interior do estado do Amazonas, nesta quarta-feira (08/01).

O estoque de todos os tipos sanguíneos permanece crítico, principalmente os negativos. Um exemplo é o O negativo, que está 50% abaixo do necessário. Esse tipo é considerado doador universal e pode ser transfundido para qualquer paciente no caso da falta de outra tipagem.

 A preocupação é ainda maior em relação ao tipo O positivo e tipos RH negativos. Há quantidade de bolsas de sangue suficiente para um único dia. Por conta da situação, a chefe do Departamento do Ciclo do Sangue, médica Socorro Viga, faz um apelo aos amazonenses.

 “Eu faço um apelo a todas as pessoas que tenham boa saúde, que compareçam à Fundação Hemoam para fazer seu ato de amor ao próximo. Estamos com estoque crítico para todos os tipos sanguíneos, em especial os de RH negativo (O-, A-, B- e AB-). Então, compareça a um de nossos postos de coleta com um documento oficial e original com foto, bem alimentado, e faça esse ato de amor no início do ano. Quando você doa uma bolsa você salva quatro vidas”, afirmou.

Onde doar – Em Manaus, os voluntários podem realizar suas doações de sangue no Hemoam, que funciona de segunda a sábado, das 7h às 18h. A unidade está localizada na avenida Constantino Nery, 4397, Chapada.

 Também é possível doar no Posto de Coleta que funciona na Maternidade Ana Braga, na avenida Cosme Ferreira, São José I. O horário de funcionamento é de 8h às 12h30, de segunda a sexta-feira.

Quem pode doar – O candidato à doação precisa pesar mais de 50kg, ter entre 16 e 69 anos e apresentar documento oficial com foto. No caso dos menores de 18 anos, é obrigatório o acompanhamento do pai, mãe ou responsável legal.

 Ficam impedidas de doar as mulheres grávidas e amamentando; as pessoas que têm diabetes, câncer, HIV, problemas cardíacos, doenças autoimunes, hanseníase e hipertireoidismo; aquelas que tiveram hepatite depois de 11 anos de idade e Doença de Chagas; pessoas que fizeram tatuagem ou piercing nos últimos 12 meses; e pessoas com comportamento sexual de risco (múltiplos parceiros e/ou sexo sem proteção).

Publicações relacionadas

População pede a Alfredo a volta do Médico da Família

Redação

Aleam antecipa pauta da próxima semana com oito Projetos de Lei e cinco vetos do governo

Redação

Grupo invade beco e atira várias vezes contra homem na Compensa

Redação

Deixe uma resposta