Amazonas Cotidiano Destaques Manaus

Em meio a pandemia, governo de Wilson Lima vira um pandemônio com conflitos de interesses

Não é só o sistema de saúde púbica do Amazonas que está em colapso por conta da pandemia do novo coronavírus. O governo de Wilson Lima também está colapsando, segundo fontes do Radar, por causa de um mal que é muito comum no meio político, o conflito de interesses.

Isso teria ficado visível, na data limite para as filiações partidárias, 04 de abril, no sábado passado, na sede do partido do governador Wilson Lima, o PSC, no conjunto Morada do Sol. Conta o interlocutor, que por falta de sede, o PTB, partido do vice-governador Carlos Almeida, estaria funcionando no mesmo lugar que o PSC.

E qual não foi a surpresa desagradável que Wilson Lima teve ao chegar a sede do seu partido e constatar que, além de estar usando a estrutura física da sigla, seu vice estava filiando ao PTB, os principais e mais fortes pré-candidatos do PSC. Isso teria enfurecido o sempre de aparência tão calma Wilson Lima que quase parte pra briga com Carlos Almeida. A troca de insultos foi feia, de traidor pra baixo.

Maus Caminhos

Mas o pandemônio que se instalou no governo de Wilson Lima não para nas rusgas que tem com seu vice, Carlos Almeida. Tem mais gente em pé de guerra por causa de interesses contrariados. Uma ala do governo, dizem que encabeçada pelo vice-governador, em meio a tanta rejeição popular por causa do caos na saúde pública, decidiu relembrar a Operação Maus Caminhos e o desvio milionário de recursos da saúde para justificar os graves problemas no atendimento hospitalar, falta de insumos médicos e atraso no pagamento dos profissionais de saúde. No governo do novo, o mesmo velho artifício de olhar pelo retrovisor e culpar governos anteriores.

E parece que decidiram dar um “num tô ne aí” para o fato de que um dos aliados do governo, que tem tido direito de meter o bedelho em tudo que é assunto do Estado, e tem até staff de funcionários na folha de pagamento, é ninguém menos que o senador Omar Aziz que, por motivos óbvios, não pode nem ouvir falar em Maus Caminhos.

Mas parece que o governo, no afã de se salvar, não vai poupar ninguém. Através de um conhecido número de WhatsApp (The Guardian) que transmite notícias de interesse do governo chega, em plena pandemia de coronavírus, texto do número de leitos de UTIs que poderiam existir nos hospitais do Amazonas se não tivessem “desviado o dinheiro da saúde”.

Clique para zoom

Vários sites e blogs postaram matérias sobre a Operação Maus Caminhos quando a discussão deveria ser outra, como por exemplo, comprar o mais rápido possível respiradores para garantir o atendimento em UTIs dos pacientes mais graves com Covid-19. E tudo isso sem nem disfarçar que a coisa é encomendada já que os sites e blogs têm banners de propaganda do governo.

clique para zoom

E teve até secretário de Estado usando a Maus Caminhos pra defender Wilson Lima. “Desde o início da pandemia, o Governo do Estado tem sido ostensivo em pedir à população evitar sair de casa para impedir o colapso no “saqueado” (ninguém fala de maus caminhos né) sistema de saúde”, diz o secretario de Estado de Meio Ambiente, Eduardo Taveira.

Levando-se em conta tais fatos, o governo de Wilson Lima está parecido o comportamento de muitos nesta pandemia de coronavírus, salve-se quem puder!

FONTE:radaramazonico

Publicações relacionadas

‘Refundamos Manaus e a preparamos para o futuro’, diz prefeito ao abrir Ano Legislativo

Redação

Após denúncias, Ministério Público de Contas do AM investiga se houve superfaturamento em compra de respiradores para rede pública

Redação

Jornal da Globo destaca lavanderia de Wilson Lima

Redação

Deixe uma resposta