Amazonas Destaques Manaus

Em Carta Aberta a Bolsonaro, Arthur destaca recuo nas autorizações de garimpo e cobra novas ações

Foto – https://flic.kr/p/2mnhQfG (Karla Vieira / Assessoria AVN)

O ex-senador, ex-prefeito de Manaus e presidente do PSDB-AM, Arthur Virgílio Neto, divulgou em suas redes sociais Carta Aberta ao presidente Jair Bolsonaro, nesta terça-feira (28/12), destacando a decisão do governo federal em recuar sobre as autorizações de garimpo em áreas da Amazônia, incluindo terras indígenas. “Uma decisão racional e que traz um mínimo de tranquilidade”, definiu Virgílio, mas que, segundo ele, não resolvem a questão. Arthur pede o fim do garimpo, o envolvimento de técnicos e cientistas nas discussões futuras, reestruturação dos órgãos de fiscalização e uma mudança de 180 graus nos rumos da Funai.

Leia a íntegra da carta:

Carta Aberta ao Presidente Jair Messias Bolsonaro

Caro Presidente,

Sua decisão de recuar da concessão de autorizações para garimpo em áreas do Alto Rio Negro traz de volta a racionalidade sobre o tema. Ouvir os órgãos competentes, como a Agência Nacional de Mineração (ANM), Fundação Nacional do Índio (Funai) e do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio), nos dá um mínimo de tranquilidade para continuar discutindo, à luz da ciência, das questões ambientais e das necessidades reais de nossa população.

Mas, Senhor Presidente, não se pode ficar apenas na suspensão das autorizações. O Brasil exige passos mais largos e definitivos: extinguir o garimpo, atividade poluidora, sonegadora de impostos, recheada de crimes contra o meio ambiente e as pessoas, incluindo o ataque aos indígenas e a violência instaurada entre os próprios garimpeiros.

É necessário envolver técnicos e cientistas no ICMBio, devolver a capacidade fiscalizadora do Ibama, promover mudança de 180 graus na Funai, que hoje defende os garimpeiros e não as etnias indígenas, mudar radicalmente o rumo do governo, em relação ao desmatamento ilegal e às queimadas.

É necessário também, Presidente, resgatar a verdade e enfrentar honestamente o aquecimento global. Hoje, seu governo joga contra a floresta em pé. Penso que não compreende que a Amazônia é a região mais estratégica do Brasil, uma das mais estratégicas do mundo e a última fronteira possível para construirmos a prosperidade dos brasileiros e dos parceiros que o destino venha a nos apontar.

Estou convicto de que é necessário fazer todos os esforços para se obter recursos para pesquisas, de modo a colocarmos, urgentemente, a biodiversidade em ponto de virar biotecnologia. Alterar completamente o aspecto nocivo do Ministério do Meio Ambiente. Lá não é lugar para os Ricardos Salles et caterva, todos cúmplices dos desmatadores ilegais.

O senhor, Presidente, e todos os que o seguem, precisam entender a simbiose existente entre a floresta e os rios amazônicos: se um sucumbir, o outro seguirá junto. Precisam entender que a água doce, potável e de fácil extração, escasseia no mundo e essa água está na Amazônia, tanto nas nossas bacias hidrográficas quanto nos nossos aquíferos, e pode chegar a virar, brevemente, valioso produto de exportação.

Vossa Excelência está cercado de militares, especialistas em estratégias, logo, não há desculpas para não perceber que a destruição da floresta e dos formidáveis rios levará, inevitavelmente, a uma intervenção militar estrangeira, obviamente apoiada pela ONU e comandada pelos Estados Unidos. Não deixe chegar a esse ponto, Presidente Jair Messias Bolsonaro. O Brasil não o elegeu para que seus erros separem a Amazônia do território brasileiro, empobrecendo e mediocrizando nossa pátria.

Pare de errar tanto e fazer tanto mal ao seu povo. Defenda seu nome, sua reputação, sua respeitabilidade. Pense em deixar um legado para os brasileiros. Pense que sua opção é ser respeitado pela história ou se marcar como, talvez, o mais negativo presidente deste país. Aprenda a respeitar quem o critica com base e ciência. Vire as costas para os bajuladores e aproveitadores. Vire sua face de frente para os brasileiros.

Respeitosamente,

Arthur Virgílio Neto
Ex-senador da República e presidente do PSDB-AM

IG: https://cutt.ly/mUnSUAk
FB: https://cutt.ly/CUnSXpL


Assessoria AVN

Kellen Lopes – (92) 98142-3005
Alita Falcão – (92) 99152-0446
Rômulo Araújo – (92) 99175-2557

Publicações relacionadas

Arthur Neto critica Wilson Lima por reabertura ‘apressada’ do comércio

Redação

Quadrilha que ‘tocava o terror’ em Manaus é presa após perseguição

Redação

Vídeo: Vereadores trocam socos durante briga generalizada em Câmara Municipal no Amazonas

Redação

Deixe um comentário