Brasil Destaques

É muito dinheiro, Brasil: afinal, qual o cachê de sertanejos mais desejados

Os artistas sertanejos são donos de algumas das maiores fortunas da música brasileira. O cachê deles não significa, de pronto, alguma irregularidade, mas os valores viraram assunto depois que artistas do gênero passaram a criticar publicamente a Lei Rouanet, de incentivo à cultura. O foco virou o quanto eles recebiam por show pagos pelas prefeituras, muitas vezes de cidades pequenas. Splash levantou os maiores cachês sertanejos de 2022, e os números são surpreendentes. Na maioria dos casos, na hora da contratação de um artista sertanejo, o organizador do evento precisa desembolsar a metade do cachê, quitando o valor total após a realização do show.

Gusttavo Lima

Gusttavo Lima lidera o ranking dos cantores sertanejos com cachês mais bem pagos no país. Atualmente, o cachê de Gusttavo Lima está entre R$ 800 mil a R$ 1,2 milhão. Ostentando cerca de 9,3 milhões de ouvintes mensais no Spotify, os shows do cantor viraram os principais alvos de investigações do Ministério Público por causa dos valores exorbitantes que seriam pagos com dinheiro público pelas prefeituras de cidades Brasil afora. Os R$ 800 mil que Gusttavo Lima cobrou da Prefeitura de São Luiz, por exemplo, são equivalentes a 266 vezes o teto da Lei Rouanet para cachês de artistas, que caiu de R$ 45 mil para R$ 3 mil durante o governo do presidente Jair Bolsonaro. O show virou alvo de investigação do Ministério Público de Roraima, que pediu esclarecimentos sobre a contratação do cantor e qual será o retorno da apresentação para os moradores da cidade.

Israel e Rodolffo

O valor dos sertanejos no mercado musical praticamente triplicou após Rodolffo virar um ex-BBB. Antes, ele e Israel se apresentavam por R$ 80 mil, mas agora cobram cerca de R$ 300 mil e exigem pelo menos R$ 120 mil para garantir que o evento irá acontecer. A dupla já chegou a fechar por R$ 700 mil o cachê para tocar no Réveillon 2021. A média de shows que Israel e Rodolffo fazem todos os anos bate os 200.

Jorge e Mateus


Com mais de 16 anos de carreira, a dupla já emplacou dezenas de sucessos nas rádios de todo o Brasil e conquistou o topo em todas as plataformas de streaming do Brasil, alcançando um dos maiores cachês do mundo sertanejo. Atualmente, para contratar um show de Jorge e Mateus é necessário desembolsar R$ 500 mil.

Henrique e Juliano

A dupla Henrique e Juliano, que conquistou o Brasil com o hit “Não tô valendo nada” em 2013, está no ranking dos cachês mais bem pagos do país. Atualmente, o cachê da dupla é de R$ 450 mil. A música que foi sucesso na voz dos dois já acumula mais de 7,8 milhões de ouvintes mensais no Spotify, e ultrapassou a marca de 68 milhões de visualizações do Youtube.

Zé Neto & Cristiano

Tudo começou com uma fala dele durante um show em Sorriso, em Mato Grosso, em 13 de maio deste ano. Para exaltar o próprio sucesso e a cidade que o recebia, o cantor lançou uma provocação sobre a Lei Rouanet e os artistas que precisam “fazer tatuagem no toba” para mostrarem se estão bem ou mal. A provocação a Anitta levou a outra grande discussão sobre o uso de dinheiro público para financiar shows, até mesmo com apresentações sendo canceladas. Atualmente, para contratar um show da dupla Zé Neto e Cristiano é necessário desembolsar cerca de R$ 400 mil.

Maiara e Maraisa

As irmãs e cantoras sertanejas Maiara e Maraisa fizeram sucesso nacional com o hit “10%” e, desde então, estão na lista das vozes femininas que dominaram o mercado sertanejo. O cachê da dupla está avaliado em R$ 300 mil.

Publicações relacionadas

Presidente do TCE-AM recebe medalha em evento nacional de Corregedores no Maranhão

Redação

Homem surta com motorista, quebra ônibus e é detido em Manaus

Redação

OUSADIA E VAGABUNDAGEM | Torre de emissora de rádio é furtada em Itacoatiara AM

Redação

Deixe um comentário