Amazonas Destaques Manaus

‘Do céu ao inferno’: surto de Raissa em ‘A Fazenda’ reacende discussão sobre síndrome de borderline

TV – A briga começou na cozinha, quando Raissa Barbosa chamou Carol Narizinho de ‘patricinha’. A ex-panicat não gostou nada de ser chamada assim pela colega de confinamento e questionou-a sobre o motivo pelo qual ela havia a chamado assim.

Raissa respondeu que o adjetivo ‘patricinha’ seria referente ao estilo de Carol, mas Narizinho disse a colega de confinamento que patricinha significaria “ter dinheiro e se achar”. Foi quando Raissa se sentiu afrontada e perguntou “A gente tá brigando?“.

Depois, já no quarto, Carol e Raissa voltaram a abordar esse assunto, primeiramente de maneira quase pacífica. Carol disse que o jeito de Raissa falar é agressivo, já Raissa alegou que Carol estava peitando.

Raissa se exaltou dizendo para Carol “Você não sabe escutar?!? Eu não tenho paciência!” e foi para o outro lado do quarto. Foi então que a ex-panicat disse: “A pessoa quando não tem cabeça, não adianta explicar”, disse a ex-panicat.

Após essa frase, Raissa Barbosa surtou e pulou três camas em direção a Carol Narizinho, quase agredindo a colega de confinamento. Carol chegou a perguntar “Você vai me bater?“, enquanto Raissa pedia pra ela “Fala que eu não tenho cabeça! Você vai falar que eu não tenho cabeça?”.

“Você não consegue conversar um negócio! Perde o controle! Tudo te da raiva Raissa, te contrariar, falar minha opinião te da raiva? (…) Patricinha é a pessoa que tem pai e mãe pra bancar e eu nunca tive”, disse Carol.

Raissa começou a chutar os móveis da casa. A modelo foi diagnosticada com a síndrome de Borderline, fato que fez com diversos telespectadores de A Fazenda pedissem para que ela não fosse chamada de desequilibrada. A ex-miss bumbum já foi protagonista de outros surtos durante o reality show, como quando jogou água em Biel ou quando tacou creme hidratante em Cartolouco, Juliano e Lucas.

Borderline

Síndrome de Borderline ou transtorno de personalidade borderline é um transtorno mental grave caracterizado por um padrão de instabilidade contínua no humor, no comportamento, auto-imagem e funcionamento.

Os sintomas mais comuns da síndrome de borderline englobam instabilidade emocional, sensação de inutilidade, insegurança, impulsividade e relações sociais prejudicadas.

Essas experiências geralmente resultam em ações impulsivas e relacionamentos instáveis. Uma pessoa com Síndrome de Borderline pode experimentar episódios intensos de raiva, depressão e ansiedade que podem durar de apenas algumas horas a dias.

Algumas indivíduos com Transtorno de Personalidade Borderline também apresentam altas taxas de ocorrência em conjunto de outros transtornos mentais, como distúrbios do humor, transtornos de ansiedade e distúrbios alimentares, além de abuso de substâncias, automutilação, além de pensamentos e comportamentos suicidas. Indivíduos com Síndrome de Borderline podem alternar momentos em que estão estáveis com surtos psicóticos, manifestando comportamentos descontrolados.

A Síndrome de Borderline também pode ser chamada de Transtorno de Personalidade Limítrofe.

Publicações relacionadas

Em 10 horas, 105 motoristas são flagrados sob efeito de álcool em Manaus; número é recorde, aponta Detran

Redação

Fase final da pandemia deve iniciar após 21 de junho no AM, projetam especialistas

Redação

Wilson Lima afirma que recursos provenientes do aumento na arrecadação do Estado serão destinados à saúde

Redação

Deixe uma resposta