Amazonas Destaques Manaus

Detentos transformam entulhos em casinhas para cães abandonados

Após ver uma publicação nas redes sociais, o diretor do Centro de Detenção Provisória (CDP) de Serra Azul, no interior de São Paulo, Valdemar Alves, teve a ideia de utilizar a mão de obra de detentos para a confecção de casinhas para animais de rua a partir de resíduos de madeira. Os abrigos são entregues em ONGs que cuidam de animais sem dono ou que vivem em abrigos temporários de Serrana.

A publicação que deu início à ideia falava sobre a instalação de pontos de comedouros e bebedouros para cães e gatos de rua, projeto que era administrado por um empresário local, que foi contatado por Valdemar.https://googleads.g.doubleclick.net/pagead/ads?client=ca-pub-9508374237408663&output=html&h=280&adk=231724614&adf=2154842437&pi=t.aa~a.1429309940~i.5~rp.4&w=696&fwrn=4&fwrnh=100&lmt=1618234389&num_ads=1&rafmt=1&armr=3&sem=mc&pwprc=3432251426&tp=site_kit&psa=1&ad_type=text_image&format=696×280&url=https%3A%2F%2Fchumbogrossomanaus.com.br%2Fnoticias%2Fmundo%2Fdetentos-transformam-entulhos-em-casinhas-para-caes-abandonados%2F&flash=0&fwr=0&pra=3&rh=174&rw=696&rpe=1&resp_fmts=3&wgl=1&fa=27&adsid=ChAI8N_PgwYQ_Ive-I7t8d5mEkwAfuHdlbmGUw_SAaKkoHJCgaQYCylLRfLWVi-4Pz3QWLvDtEMQ0hJiNwQy1IaWLILqAX4wSKkVYqg4zUNNfzT9hK6wWlUzpl2S6sZR&uach=WyJXaW5kb3dzIiwiMTAuMCIsIng4NiIsIiIsIjg5LjAuNDM4OS4xMTQiLFtdXQ..&dt=1618234368247&bpp=8&bdt=2041&idt=9&shv=r20210406&cbv=r20190131&ptt=9&saldr=aa&abxe=1&cookie=ID%3Dc6a6cde27e1b5103-22877b93a5b900e9%3AT%3D1618234366%3ART%3D1618234366%3AS%3DALNI_MbAfPuDbkwV0l_FallDuUCwKxynRQ&prev_fmts=0x0&nras=2&correlator=6381217086053&frm=20&pv=1&ga_vid=233697482.1611921102&ga_sid=1618234368&ga_hid=1653369631&ga_fc=0&u_tz=-240&u_his=1&u_java=0&u_h=768&u_w=1366&u_ah=728&u_aw=1366&u_cd=24&u_nplug=3&u_nmime=4&adx=141&ady=1045&biw=1349&bih=568&scr_x=0&scr_y=0&eid=44740079%2C44739387&oid=3&pvsid=3378840642688205&pem=839&ref=https%3A%2F%2Fchumbogrossomanaus.com.br%2F&eae=0&fc=1408&brdim=0%2C0%2C0%2C0%2C1366%2C0%2C0%2C0%2C1366%2C568&vis=1&rsz=%7C%7Cs%7C&abl=NS&fu=128&bc=31&jar=2021-04-12-13&ifi=2&uci=a!2&btvi=1&fsb=1&xpc=WgjPmOhr3x&p=https%3A//chumbogrossomanaus.com.br&dtd=21700

“Entrei em contato com o Wagner [empresário] para falar sobre um projeto semelhante desenvolvido em outro presídio da Secretaria da Administração Penitenciária [SAP], que era a construção de casinhas para cães, e me coloquei à disposição para desenvolver essa ação também no CDP de Serra Azul”, conta o diretor.

O conhecimento do detento Carlos Eduardo Marciano, de 46 anos, que é marceneiro, fez com que ele ficasse  responsável por ensinar os companheiros do CDP a trabalhar com madeira para a construção das casinhas. “A cabeça da gente muda, porque o lugar em que a gente se encontra não é bom e, trabalhando, estamos distraindo a cabeça. A gente faz de coração, com amor, porque sabemos que estamos ajudando animais abandonados”, diz ele.

Com apoio de outros empresários mobilizados por Wagner, o CDP recebeu ferramentas, pregos, lixas e outros materiais necessários para a confecção dos abrigos. Até agora, 28 casinhas foram construídas e há material para a produção de mais 50.

Quando uma pessoa adota um dos animais mantidos pelos abrigos ligados ao projeto, o dono já leva junto uma casinha. Parte delas também será colocada à venda em pet shops e o dinheiro arrecadado será convertido em doações de sacos de ração às ONGs do município.

Publicações relacionadas

Johnson & Johnson testará vacina em 60 mil voluntários

Redação

Itacoatiara deve elaborar plano de ação para retorno das aulas presenciais

Redação

700 novos casos de câncer de colo de útero serão registrados no Amazonas, prevê Inca

Redação