Sem categoria

Desvalorização das milhas: inflação deixa mais difícil juntar e trocar pontos por passagens

MANAUS – A alta dos preços das passagens aéreas provocou também uma desvalorização das milhas. O consumidor vem perdendo em dois lados: precisa de muitos pontos para viajar e leva mais tempo para acumular o crédito.

Segundo levantamento da plataforma MaxMilhas, a média de milhas exigidas por passagem aumentou 17% neste ano em todos os trechos comprados, na comparação com o ano passado. Em maio de 2021, eram necessárias, em média, quase 6 mil milhas para viajar entre as maiores capitais do País. Neste mês, são necessárias mais de 10 mil.

A ponte aérea Rio-São Paulo teve uma inflação de milhas ainda mais expressiva, de cerca de 70% em 12 meses. Pesquisa feita pelo jornal O Globo considerando um mês de antecedência para apenas uma perna de trechos, encontrou bilhetes valendo entre 7.300 a 40.500 pontos.

Além dos preços das passagens, o volume de milhas necessário para viajar leva em consideração a disponibilidade de assentos, a quantidade de voos abertos para um destino, a antecedência e se é alta ou baixa estação.

Publicações relacionadas

Vídeos: ‘homens’ levam surra após agredir mulher em Manaus

Redação


Prefeitura de Manaus remove veículos abandonados em vias da zona Centro-Sul

Redação

Presidente da Aleam comanda reunião para debater regulamentação do transporte hidroviário

Redação

Deixe um comentário