Amazonas Destaques Manaus

Desembargador Wellington Araújo conclui trabalhos desenvolvidos como presidente das Câmaras Reunidas

O desembargador Wellington José de Araújo dirigiu nesta quarta-feira (1.º) sua última sessão como presidente das Câmaras Reunidas da Corte Estadual de Justiça. Esta foi uma das funções desempenhadas pelo magistrado ao assumir a vice-presidência do Tribunal de Justiça do Amazonas no dia 4 de julho de 2018. A partir da próxima semana, as Câmaras Reunidas passam a ser dirigidas pela desembargadora Carla Maria Santos dos Reis, que assumirá na sexta-feira (3) a vice-presidência do Poder Judiciário Estadual, para mandato que se estenderá até o dia 3 de julho de 2022.

Em sua última sessão como presidente das Câmaras Reunidas, ao cumprir a pauta de julgamentos, o desembargador Wellington Araújo evidenciou e agradeceu a contribuição dos 24 desembargadores – e da juíza convocada Onilza Abreu – que com ele compõem o referido colegiado e afirmou que conclui a missão certo de que buscou desenvolver um trabalho de qualidade, focado na prestação jurisdicional célere e eficiente. “O sentimento é o de dever cumprido e o de gratidão a todos os colegas que contribuíram para que as funções das Câmaras Reunidas fossem desenvolvidas com êxito, como os jurisdicionados almejam”, afirmou.

De igual maneira, o desembargador destacou o empenho de toda a equipe que integra a Secretaria das Câmaras Reunidas, a quem cabe o trabalho administrativo em preparação aos julgamentos. “Na conclusão de nosso trabalho como presidente do colegiado, é imprescindível destacar e agradecer à equipe de servidores que atuam na Secretaria das Câmaras Reunidas, servidores que neste dois anos (2018-2020) foram extremamente profissionais e nos auxiliaram a desenvolver um trabalho reconhecidamente de grande qualidade e eficiência. Na pessoa da secretária – senhora Maria Goreth Souza – agradeço a todos pelo empenho e comprometimento com suas funções públicas”, citou o desembargador Wellington.

No ensejo da conclusão de suas atribuições como presidente das Câmaras Reunidas, Wellington Araújo fez um breve balanço dos trabalhos desenvolvidos no biênio 2018-2020 e ressaltou a iniciativa de realização de julgamentos de maneira virtual, o que, segundo o desembargador, empregou maior celeridade aos processos demandados. “Foi uma decisão necessária e acertada, que deu maior agilidade aos julgamentos e que foi por nós projetada bem antes do cenário de pandemia, sendo reforçado neste período onde os trabalhos presenciais, incluindo os julgamentos, tiveram que ser adaptados”, comentou o magistrado.

Estatísticas

Conforme levantamento realizado pelo Núcleo de Estatística e Acompanhamento de Metas do Tribunal de Justiça do Amazonas, no período de julho de 2018 a maio de 2020, as Câmaras Reunidas do TJAM proferiram 2.913 sentenças (sendo 1.988 com Resolução do Mérito e 925 sem Resolução do Mérito); além de 1.608 decisões; 7.084 despachos e foi responsável por 7.218 processos baixados.

Vice-presidência

Na oportunidade, o desembargador Wellington José de Araújo também fez um breve balanço de sua gestão à frente da vice-presidência do TJAM, onde, segundo ele, procurou representar a Corte, quando solicitado e, além disso, contribuir com a administração do Poder Judiciário, com inúmeros projetos. “Podemos citar, por exemplo, o empenho de nossos juízes auxiliares – juíza Lídia Frota e juiz Cid Veiga – que contribuíram com o Poder Judiciário no desenvolvimento de inúmeros projetos, tais como a captação de recursos de Pesquisa e Desenvolvimento (P&D) para a execução de importantes projetos como o “Integra TJAM” que abrange tecnologia de reconhecimento facial para prover uma maior segurança a quem acessa os prédios do TJAM e, entre outros, a edição e publicação do primeiro ‘Manual de Direito Ambiental de nossa Corte Estadual’”, disse o desembargador, aproveitando para agradecer, também, a todos os servidores que contribuíram com ele, nestes dois anos (2018-2020), na vice-presidência do TJAM.

Afonso Júnior
Fotos: Raphael Alves

DIVISÃO DE DIVULGAÇÃO E IMPRENSA
Telefones | (92) 2129-6771 / 99485-8526
E-mail: [email protected]

Publicações relacionadas

Josué Neto aponta privatizações de serviços como transporte público, trânsito e outros serviços como alternativas de gestão

Redação

Casamentos civis começam a ser realizados por videoconferência no Amazonas

Redação

Saúde reconsidera e diz que adolescente em SP é 4º caso confirmado de coronavírus

Redação

Deixe uma resposta