Amazonas Destaques Manaus

Depoimentos apontam inocência de Alejandro Valeiko no ‘Caso Flávio’, garante defesa (ver vídeo)

Nessa terça-feira (27), o Tribunal de Justiça do Amazonas deu início às audiências de instrução (sessão onde testemunhas são ouvidas e apresentam suas versões sobre o caso) que trata do homicídio do engenheiro Flávio Rodrigues dos Santos, ocorrido em setembro de 2019. Ao todo, sete pessoas foram ouvidas, sendo 6 de acusação. A audiência aconteceu no fórum Ministro Henoch Reis, localizado na avenida Paraíba, bairro São Francisco, Zona Sul de Manaus. A sessão durou mais de sete horas e nenhum dos ouvidos apontou Alejandro Valeiko, enteado do ex-prefeito Arthur Neto (PSDB) como autor do homicídio.

Cadê o canto do general e as bravatas do capitão?

Quem não lembra do “show” desafinado dado pelo general Augusto Heleno, que hoje é chefe do Gabinete de Segurança Institucional da Presidência da República, durante a convenção do PSL do qual fazia parte Messias Bolsonaro, em 2018?LER MAIS »

A primeira pessoa a depor na audiência foi Elielton Magno de Menezes, que foi ouvido durante 1h30, na condição de vítima sobrevivente e testemunha. Magno falou através de videoconferência, pois não está mais morando em Manaus e por esse motivo não compareceu ao fórum. Outras seis testemunhas de acusação foram ouvidas, mas tiveram a identidade preservada.

A Ação Penal n.º 0654422-21.2019.8.04.0001 tem como réus José Edvandro Martins de Souza Júnior; Mayc Vinícius Teixeira Parede; Alejandro Molina Valeiko; Paola Molina Valeiko e Elizeu da Paz de Souza. Destes, apenas Paola Valeiko não compareceu à audiência na manhã desta terça-feira, tendo sido representada por seus advogados.

As audiências continuam nesta quarta-feira (28) e seguem até quinta (29), quando haverá o interrogatório dos réus.

O Radar Amazônico falou com exclusividade com o Dr. Renato Martins, advogado de defesa de Alejandro Valeiko. Ele disse que os depoimentos apenas deixam evidente que Alejandro não teve participação alguma na morte do engenheiro. Vale lembrar que o lutador de MMA Mayc Vinícius Parede, já assumiu ser o autor do assassinato.

“Não há nesses autos nenhuma prova de que Alejandro cometeu esse crime, muito pelo contrário, está ficando mais claro que ele não teve nenhuma responsabilidade pela morte do senhor Flávio. A vítima Elielton Magno esclareceu, ao contrário do que constou falsamente no depoimento que ele prestou na polícia, que ali [residência em que os envolvidos estavam no dia do acontecido] não tinha nenhum clima, não tinha ciúmes, não tinha nada. Eles beberam o dia inteiro e voltaram de uma rave. Ele [Elienton Magno] contou com riqueza de detalhes toda a dinâmica dos fatos e o Alejandro não participou nem das facadas a ele [Flávio] e de nenhuma maneira da morte do senhor Flávio.”

Publicações relacionadas

Após identificar sobrepreço na compra de respiradores de loja de vinhos, TCE pede que Wilson Lima afaste secretária de Saúde

Redação

Comandante do Exército diz que cloroquina recuperou ‘milhares de integrantes da família verde-oliva’

Redação

Bolsonaro promete anúncio de novo ministro da Educação nesta sexta

Redação

Deixe uma resposta