Amazonas Destaques Manaus

Defensoria recomenda que Prefeitura de Tonantins regularize salários de servidores municipais

A Defensoria Pública do Estado do Amazonas (DPE-AM), no Polo do Alto Solimões, encaminhou à Prefeitura de Tonantins, nesta terça-feira (2), recomendação para que regularize o pagamento de salários de servidores municipais e informe dentro de cinco dias a lista completa de débitos salariais. A medida se deve a denúncias de falta de pagamento de salários dos últimos meses de 2020, incluindo 13º Salário, para concursados, contratados e terceirizados da Prefeitura de Tonantins, tendo como exemplo as carreiras de serviços gerais, professores, contadores e agentes administrativos. 

De acordo com a recomendação da Defensoria, a Prefeitura de Tonantins também deve realizar ampla divulgação da lista de débitos e disponibilizar meio que permita à municipalidade tomar conhecimento e eventualmente solicitar ajustes e inclusões, com prazos delimitados para análise pela administração municipal. 

Em caso de desconhecimento dos débitos, a Defensoria recomenda que a prefeitura disponibilize, com a devida publicidade, meio que possibilite àqueles que alegarem ter verbas a receber a apresentação de documentação comprobatória. A Prefeitura deve, ainda, apresentar cronograma de pagamentos dos débitos mencionados, com detalhamento de cada beneficiário e como poderá levantar o valor. 

A Defensoria Pública, por meio do Polo do Alto Solimões, com sede em Tabatinga, aguarda resposta à recomendação para eventualmente adotar medidas judiciais cabíveis. 

Denúncias 

Após receber denúncias sobre a falta de pagamento dos salários de servidores municipais, a Defensoria inicialmente expediu ofício à Prefeitura de Tonantins, solicitando esclarecimentos quanto ao ocorrido e a regularização de eventuais ilegalidades. 

A prefeitura respondeu que seria criada uma Comissão Especial para verificação de créditos e regularização da situação. Porém, a Defensoria continuou sendo procurada com relatos de permanência da ilegalidade, mesmo após quase dois meses de tentativa de solução da questão por ofícios e e-mails. 

Diante da persistência da irregularidade, a Defensoria Pública enviou a recomendação nesta terça-feira. 

Foto: Marcello Casal/Agência Brasil

Publicações relacionadas

O outro Wilson do PSC que pode ser cassado

Redação

Cigás investirá recursos da ordem de R$ 37,8 milhões em 2021

Redação

Entre Natal e Ano Novo, quase 180 motoristas embriagados são flagrados em Manaus; 13 são presos

Redação