Amazonas Destaques Manaus

Crime bárbaro da noite de Natal em Manaus

Na noite de Natal um crime bárbaro foi cometido na rua  Frei José dos Inocentes, no abandonado Centro Histórico de Manaus. Enquanto as poucas famílias que ainda residem no local bebiam, comiam e esperavam o relógio marcar meia noite,  Toinho, um morador de rua, que vivia de catar latas para revendê-las, era cercado por um grupo de rapazes, torturado e cortado com gargalos de garrafa. Seus gritos foram abafados pela algazarra das famílias em casa e os sinos de uma igreja distante anunciando a missa de meia noite.  Seu corpo foi colocado em um saco e jogado em uma lixeira.

A forma como a vítima foi assassinada leva o carimbo de uma organização criminosa. Mas Toinho, pelo que foi apurado, não tinha ligações com o tráfico.

O fato é que a matança continua em Manaus e os métodos aplicados são medievais: tortura, seguida de decepação dos membros. A morte ocorre por choque hipovolêmico. A perda de sangue é imensa e há casos em que os criminosos esperam que a vitima morra lentamente. Depois utilizam um facão para fatiar o corpo.

A Polícia provavelmente buscará ligações de Toinho com o tráfico, que fez escola.

Se nas zonas dominadas pelas facções as mortes violentas são diárias e servem como demonstração de domínio sobre uma comunidade inteira, que se sente ameaçada, prisioneira, a matança  fora dali tem outros mandantes  e são resultado de dívidas não honradas com agiotas, briga de vizinho, infidelidade.

Em nenhum dos casos Toinho parece estar enquadrado. A não ser na maldade dos criminosos que ali passavam e o observavam catando latas. Devem ter achado  aquilo nojento, que se tratava não de um homem, com sentimentos, alma, sonhos, mas de uma subcriatura, que podia ser descartada.

Depois, os criminosos acharam fácil se livrar do corpo. Em seguida provavelmente foram para casa, tomaram   cerveja, cearam com suas famílias… O mundo está cheia de gente assim…1.00

Publicações relacionadas

Transação milionária entre empresas do Amazonas promete revolucionar as ações de desenvolvimento sustentável na região

Redação

Bolsonaro rebate crítica sobre região amazônica

Redação

Assembleia do Amazonas terá nova Sessão Extraordinária na próxima terça-feira (26)

Redação