Amazonas Destaques Manaus

Cratera se abre em rua do Centro de Manaus, e prédios correm risco de desabar

Uma cratera se abriu na Rua Henrique Martins, no Centro de Manaus, e três prédios antigos situados no local ameaçam desabar. Rachaduras foram identificadas nos imóveis. Trabalhadores da Secretaria Municipal de Infraestrutura (Seminf) atuam na região.

A Seminf informou que as equipes estão no local atuando nos reparos para recuperação da galeria subterrânea de águas pluviais da rua Henrique Martins. O rompimento atingiu uma antiga rede de drenagem da área, em uma profundidade de cinco metros.

Máquinas atuam na Rua Henrique Martins, após cratera se abrir no local — Foto: Eliana Nascimento/G1 AM
Máquinas atuam na Rua Henrique Martins, após cratera se abrir no local — Foto: Eliana Nascimento/G1 AM

Máquinas atuam na Rua Henrique Martins, após cratera se abrir no local — Foto: Eliana Nascimento/G1 AM

Para a execução do serviço, foi interditada uma faixa da via, que por ser uma área de circulação de pedestres, não ocasionou transtorno ao trânsito até o momento.

“O trabalho da Seminf só poderá ser executado a partir do momento que conseguimos sustentar a estrutura do prédio, pois todo o alicerce está abalado com falta de material. São prédios antigos que foram construídos sem a técnica de estaqueamento. Por isso, o baldrame está todo comprometido”, explicou o secretário da Seminf, Kelton Aguiar.

Comerciantes informaram ao G1 que o buraco começou a se abrir no local durante a chuva registrada na cidade no dia 25 de abril.

Segundo a Seminf, os imóveis no local estão isolados e a Defesa Civil do município já foi acionada para verificar possíveis riscos nas estruturas.

Ao G1, o Departamento de Operações da Defesa Civil informou que a ocorrência da cratera já foi registrada na Central de Emergência 199 e devidamente atendida pela equipe do órgão nesta quinta-feira (7).

“A situação de risco foi identificada como situação de drenagem, a qual a Secretaria de Infraestrutura – Seminf, já está ciente e atuando no local. O órgão também informa que está tentando contato com os proprietários dos prédios para a orientação e a tomada das providências cabíveis nos prédios em situação de risco devido a cratera”, diz a nota.

No local, o buraco tem cerca de 15 metros de profundidade.  — Foto: Eliana Nascimento/G1 AM
No local, o buraco tem cerca de 15 metros de profundidade.  — Foto: Eliana Nascimento/G1 AM

No local, o buraco tem cerca de 15 metros de profundidade. — Foto: Eliana Nascimento/G1 AM

Publicações relacionadas

Amazonas tem 9 dias para criar delegacia especializada de combate à corrupção

Redação

CBF define datas para retorno do futebol brasileiro e ações para evitar Covid-19

Redação

Marido de Daniela Assayag é sócio de empresa que vendeu respirador superfaturado

Redação

Deixe uma resposta