Amazonas Destaques Manaus

CPI da saúde faz acareação sobre O.S.

Manaus – O Instituto Nacional de Desenvolvimento Social e Humano (INDHS) será objeto de investigação da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Saúde em acareação agendada para às 10h desta segunda-feira, 21. Para a rodada de esclarecimentos sobre o Contrato de Gestão 01/2019, firmado com a Organização Social de Saúde (OSS) que atua no Hospital Delphina Aziz foram convocados Leandro Moura, diretor técnico – ela substitui o diretor geral Luiz Gasparini que apresentou exame positivo para Covid-19-; a gerente médica Quézia Monteiro e coordenadora do Núcleo Interno de Regulação (NIR), Lourdes Soane.

(Foto: Divulgação)

“Desde a última semana, a CPI pausou os depoimentos individualizados para dar início às acareações. Eram muitas as contradições a respeito não só de valores, mas também sobre a prestação de serviços para a população. A discordância sobre o que era pra ser organizado, técnico e transparente, diante, inclusive, do valor milionário direcionado para pagamento; nos levou a reunir as pessoas envolvidas para melhores esclarecimentos”, afirmou o presidente da CPI, deputado estadual Delegado Péricles.

Prorrogação
A votação do pedido de prorrogação da CPI da Saúde será nesta semana. Chegando aos 110 dias, os membros da comissão aprovaram na última segunda-feira, 14, um requerimento solicitando a sua prorrogação por mais 60 dias, até o dia 29 de novembro.

O deputado Dermilson Chagas (Podemos) defendeu a prorrogação da CPI da Saúde por mais 60 dias e criticou a possível manobra da base governista de não prorrogar as investigações, numa tentativa de proteger o Governo do Amazonas. O deputado Delegado Péricles afirmou que a CPI está em fase de elaboração de relatório e que acredita que a comissão cumpre a sua função de investigar e fornecer subsídios ao governo do Estado para aprimorar os investimentos na Saúde. “É essencial a prorrogação da CPI que será votada na próxima terça-feira (22), contamos com a colaboração dos colegas deputados e deputadas que deverão entender a sua importância e aprovar sua prorrogação”, defendeu.

O presidente da CPI, deputado Delegado Péricles (PSL) defendeu a continuidade dos trabalhos e afirmou, ainda, que a comissão deveria ser permanente. “A CPI da Saúde tem pautado a gestão – mostrado que é possível e urgente gerir o dinheiro público com responsabilidade – e tem revelado atos ilícitos que, se não fosse a sua existência e eficácia, seguiriam escondidos perpetuando a corrupção na saúde do nosso estado”, afirmou.

Publicações relacionadas

Em convenção realizada na noite desta terça-feira (15), o capitão da Polícia Militar (PM-AM), Carpegiane Andrade, oficializou sua pré-candidatura ao cargo de vereador do município de Manaus pelo partido Republicanos

Redação

Visitas em cadeia de Manaus são suspensas após princípio de tumulto

Redação

Mais de 400 mil pessoas já estão curadas do Covid-19 #IssoAgloboNãoMostra

Redação

Deixe uma resposta