Amazonas Destaques Manaus Política

CPI da Saúde desmente Carla Pollake e aponta indícios da sua ligação com o Governo Wilson Lima

Depoimento de Carla Pollake durou mais de três horas

Presidente da CPI, deputado Delegado Péricles, disse que Carla cometeu crimes de falso testemunho e usurpação de função pública

Um dos mais esperados depoimentos da CPI da Saúde, ocorreu nesta segunda-feira (7) com o depoimento da consultora de mídias Carla Pollake. Ela tentou negar qualquer envolvimento profissional com o governo Wilson Lima, mas em vários momentos foi contestada pelos integrantes da CPI que apresentaram vídeos e fotos que mostraram uma relação profissional entre Pollake e o Governo Wilson Lima.
Durante o depoimento, a CPI mostrou um cartão de visitas de propriedade de Carla Pollake, onde aparecem o logo tipo do governo do AM e o nome da depoente.
Nesse momento Carla Pollake ficou nervosa e tentou desqualificar a prova. Ao ser pressionada pelos membros da CPI, a depoente admitiu que era dona do cartão e que ele era usado para abrir portas no governo.
O presidente da CPI, deputado Delegado Péricles, disse que Carla Pollake cometeu crimes de falso testemunho, tráfico de influência, falsa identidade e usurpação de função pública.
Segundo a comissão, Carla é amiga do governador Wilson Lima e tem uma ação efetiva dentro do governo. Segundo a investigação, Pollake mentiu ao dizer que não obteve vantagens com a criação do programa Anjos da Saúde.
O programa, criado para levar assistência humanitária a pacientes com coronavírus, foi usado por Carla Pollake e seu marido para obter vantagens pessoais. Desde que foi criado, em abril deste ano, o Anjos da Saúde recebeu R$ 2,5 milhões da Secretaria de Saúde (Susam).

“Temos provas materiais que confirmam o vínculo de Carla Pollake com o governo, embora ela desminta as informações”, afirmou o relator da CPI, deputado Fausto Jr. “Ela diz uma coisa, mas as fotos e vídeos dizem totalmente o contrário”, afirmou Fausto.
As provas obtidas pela CPI, bem como o depoimento de Carla Pollake, serão encaminhadas ao Ministério Público Federal, que está investigando irregularidades na Saúde Pública do Amazonas.

Publicações relacionadas

Membros do Governo do AM são alvo da Polícia Federal

Redação

Transtornado e com faca, homem entra no Igarapé do Mindu após fim de relacionamento

Redação

Governador Wilson Lima autoriza pagamento da subvenção da juta e malva para mais de 400 produtores rurais

Redação

Deixe uma resposta