Amazonas Destaques Manaus

Covid-19: Governo fecha bares e balneários novamente

Governador Wilson Lima assinou decreto com as novas medidas

Medidas também limitam horário de funcionamento das lojas de conveniência

Dois meses depois de autorizar a reabertura de bares e balneários, o governo estadual decretou novamente o fechamento desses locais, em função da desobediência da população quanto ao distanciamento mínimo, uso de máscaras e formação de aglomerações. O govenador Wilson Lima (PSC) assinou decreto nesse sentido nesta quinta-feira (24), que ainda será publicado no Diário Oficial do Estado, e vai suspender funcionamento de bares que não tenham funcionamento primário como restaurante, praias, balneários, casas de show e flutuantes. Lojas de conveniência e restaurantes poderão funcionar até as 22h.


Na semana passada, o prefeito de Manaus, Arthur Neto (PSDB) também decretou o fechamento do balneário da Ponta Negra assim como o cancelamento de festas como o Aniversario da Cidade e o Reveillon.


Wilson Lima argumentou que a tendência de aumento de casos da Covid-19 acendeu a luz laranja de alerta. “Estamos tomando essa decisão por conta da falta de respeito de alguns em seguir os protocolos. Ninguém usava mais máscaras e formavam aglomeração”, disse ele.


Em princípio, o fechamento dos locais públicos terá a duração de 30 dias, reavaliáveis de acordo com o decorrer da pandemia. As aulas presenciais nas escolas públicas estão mantidas. “Estamos tomando medidas restritivas e fechamento de estabelecimentos para priorizar o que é importante. Não vou deixar balada aberta e escola fechada”, disse Lima.


Segundo a Vigilância Epidemiológica do estado, há uma tendência de aumento de casos de Covid-19 observada nas últimas semanas devido, principalmente, a aglomerações. O Amazonas contabilizou nove mortes por dia na última semana — a variação foi de 39% em relação à média de 14 dias anteriores.

Publicações relacionadas

Profissionais de saúde sem EPIs, sem salários e agora ameaçados

Redação

Professores denunciam Hapvida e deputado cobra notas fiscais à Secretaria de Educação do Estado

Redação

INSS define regras para antecipar pagamento de auxílio-doença

Redação

Deixe uma resposta