Amazonas Destaques Educação Manaus

Conteúdos escolares para 100 mil alunos do 1° ao 3° ano iniciaram nesta segunda-feira

Aproximadamente 100 mil estudantes, do 1° ao 3° ano, do ensino fundamental, da rede pública municipal e estadual de ensino, iniciaram os estudos dos conteúdos do projeto “Aula em Casa”, nesta segunda-feira, 6/4. Do total, 74 mil são alunos da Prefeitura de Manaus. O objetivo do projeto é envolver estudantes, professores e familiares em uma grande rede para dar continuidade ao fluxo de aprendizagem com qualidade, sem sair de casa e sem se expor ao novo coronavírus, causador da Covid-19.

Com o início das aulas para alunos do 1º ao 3º ano, do ensino fundamental, as redes públicas de ensino chegam ao alcance de aproximadamente 450 mil alunos. As aulas são transmitidas por meio dos canais 2.2, 2.3, 2.4 e 2.5 da TV aberta, como também podem ser acompanhadas pelo canal “Aula em Casa Amazonas” no YouTube, pelo www.avaseduc.am.gov.br e pelo aplicativo Mano.

De acordo com a chefe da Divisão do Ensino Fundamental (DEF) da Secretaria Municipal de Educação (Semed), Vera Lúcia da Silva Lima, os conteúdos das aulas seguem as normas da Base Nacional Comum Curricular (BNCC) e a proposta curricular da Semed, onde cada professor elabora as aulas da melhor maneira, para ser repassada aos alunos. 

“As aulas são preparadas com muita dedicação, seguindo as normas da BNCC e a proposta curricular da Semed. Todos os professores, mesmo em casa, elaboram atividades adequadas para atender todos os alunos individualmente por meio de grupos de conversas”, informou Vera.

Para as turmas do 1º ano, esta segunda-feira foi de conteúdo de matemática, com contagem de números no dia a dia, leitura e escrita numérica de quantidade até 100. A professora, Meiri de Freitas, do 1º ano, falou que sempre acompanhou a aprendizagem dos alunos, por meio de grupo de conversa com os pais e isso sempre deu muito certo.

“Desde o dia 1º de abril, quando retornamos do recesso escolar, o contato com os alunos e pais tem sido muito proveitoso. Nós tiramos dúvidas e explicamos todo o processo do projeto, como é algo novo, muitos ainda têm dúvidas. Nosso contato é diário e sempre trabalhamos dessa forma, com um retorno rápido das atividades”, explicou Meiri.

Nesse processo, o acompanhamento dos pais ou responsáveis é essencial para o sucesso do projeto. A dona de casa, Kelly Oliveira, tirou a manhã para assistir as aulas junto com os filhos, Deisy e Denilson Santos, 1º e 3º ano, respectivamente, que estudam na escola municipal Tancredo Neves, no Tancredo Neves, zona Leste.

“Hoje tirei um pouco do meu dia para acompanhar o primeiro dia de aula deles, que foi legal. Eles fizeram todas as atividades e todas as dúvidas pude tirar com as professoras, que acompanham e estão sempre presentes no grupo de bate-papo. Esse projeto é muito bom, para que os alunos não fiquem sem aula”, comentou Kelly.

O aluno Denilson, que conseguiu fazer todas as tarefas, disse que apoiou o “Aula em Casa”. “Eu gostei muito. Assisti a todas as aulas pelo YouTube e fiz todas as atividades”, contou.

Os alunos da zona ribeirinha também conseguem acompanhar os conteúdos a distância. A estudante Luna Wihssu, do 3º ano, da escola municipal São João, na praia do Tupé, rio Negro, disse que não vê a hora de ter outro dia de aula. “Gostei muito da aula pela televisão e não vejo a hora de chegar logo amanhã, para estudar de novo”, disse a aluna.

Texto – Érica Marinho / Semed

Fotos – Divulgação/ Arquivo familiar

COMPARTILHE

Publicações relacionadas

Indígenas venezuelanos denunciam quartos aglomerados e falta de água e sabão em abrigo de Manaus

admin

Terceirizados da saúde protestam em frente à maternidade em Manaus para cobrar quatro meses de salários atrasados

admin

Ao sair para comprar pão, pedreiro é assassinado com mais de dez tiros em beco na Compensa em Manaus

admin

Deixe um comentário