Amazonas Destaques Manaus

Completo Absurdo! Governo Wilson Lima vai pagar R$ 499 mil para empresa de segurança atuar no hospital Nilton Lins.



Para realizar o contrato a Secretaria de Saúde não fez licitação

Nas dependências onde está o hospital funciona uma Escola da Polícia Militar

Empresa contratada foi acusada ano passado de superfaturamento através de promotor

Desembargador alerta sobre atropelos a lei

O Governo Wilson Lima vai pagar R$ 499 mil, a empresa JHC por agentes de portaria que vão atuar na segurança do Hospital Nilton Lins. Desta forma, o custo com o espaço chega a R$ 3,097 milhões, se levar em conta o aluguel do prédio no valor de R$ 2,6 milhões,por três meses.
Em portaria publicada no dia 16 de abril, no Diário Oficial do Estado, a Secretaria de Saúde (Susam), declarou dispensa de licitação para justificar a contratação de serviços de vigilância patrimonial da empresa JHC para atuar na segurança dos Leitos Clínicos de Retaguarda no Hospital Nilton Lins.
Conforme informações do Portal da Transparência do Amazonas, a contratação terá duração de três meses e envolve 30 agentes de portaria noturno pelo valor individual de R$ 8.701,30 além de mais 30 agentes para o turno diurno ao custo individual de R$ 7.959,60.

O presidente do Tribunal de Justiça do Amazonas, desembargador Yedo Simões, disse em decisão judicial durante a semana, que o “estado de calamidade pública não autoriza o atropelo das normas regentes da contratação administrativa. Compreendendo flexibilização,mas não abolição, da burocracia, inerente às contratações celebradas pelo Poder Público”.



Publicações relacionadas

MPF denuncia e pede bloqueio de bens de ex-prefeitos no AM por desvios de verbas

Redação

Esclarecimentos sobre o Atendimento do Grupo Samel, leia

Redação

PF diz que investigou vazamento em operação contra Queiroz, denúncia feita pelo pré-candidato e novo fofoqueiro a prefeito do Rio

Redação

Deixe uma resposta