Amazonas Destaques Manaus

Completo Absurdo! Governo Wilson Lima vai pagar R$ 499 mil para empresa de segurança atuar no hospital Nilton Lins.



Para realizar o contrato a Secretaria de Saúde não fez licitação

Nas dependências onde está o hospital funciona uma Escola da Polícia Militar

Empresa contratada foi acusada ano passado de superfaturamento através de promotor

Desembargador alerta sobre atropelos a lei

O Governo Wilson Lima vai pagar R$ 499 mil, a empresa JHC por agentes de portaria que vão atuar na segurança do Hospital Nilton Lins. Desta forma, o custo com o espaço chega a R$ 3,097 milhões, se levar em conta o aluguel do prédio no valor de R$ 2,6 milhões,por três meses.
Em portaria publicada no dia 16 de abril, no Diário Oficial do Estado, a Secretaria de Saúde (Susam), declarou dispensa de licitação para justificar a contratação de serviços de vigilância patrimonial da empresa JHC para atuar na segurança dos Leitos Clínicos de Retaguarda no Hospital Nilton Lins.
Conforme informações do Portal da Transparência do Amazonas, a contratação terá duração de três meses e envolve 30 agentes de portaria noturno pelo valor individual de R$ 8.701,30 além de mais 30 agentes para o turno diurno ao custo individual de R$ 7.959,60.

O presidente do Tribunal de Justiça do Amazonas, desembargador Yedo Simões, disse em decisão judicial durante a semana, que o “estado de calamidade pública não autoriza o atropelo das normas regentes da contratação administrativa. Compreendendo flexibilização,mas não abolição, da burocracia, inerente às contratações celebradas pelo Poder Público”.



Publicações relacionadas

Menino é resgatado por bombeiros após ficar preso em bueiro por três horas

Redação

Saída da Sony não representa crise no modelo ZFM, diz vice da Fieam

Redação

Lista de classificados da segunda chamada do Bolsa Universidade estará disponível nesta segunda, 23/12

Redação

Deixe uma resposta