Amazonas Educação

Competição tecnológica incentiva à criação de soluções jurídicas no Amazonas

Competição tecnológica incentiva à criação de soluções jurídicas no Amazonas
Amazônia Legal Hackathon 2022 tem apoio do Sebrae-AM e reunirá equipes em busca de inovação no ecossistema da Justiça

Encontrar soluções tecnológicas ao sistema judiciário visando a desburocratização, acesso à justiça e resoluções de conflitos relacionados ao meio ambiente. Esses são os objetivos do Amazônia Legal Hackathon 2022, competição de tecnologia voltada ao segmento Legaltech que ocorrerá de forma gratuita, online e aberta ao público geral entre os dias 2 e 4 de junho.
Realizado desde 2019, o vento de inovação jurídica é uma iniciativa digital que busca engajar faculdades, escritórios, empreendedores, designers, empresas de tecnologia, governo, prestadores de serviços e outros atores do ecossistema da Justiça no diálogo e desenvolvimento rápido de soluções inovadoras, incrementais ou revolucionárias, que impactem positivamente o ecossistema da Justiça.
Na edição deste ano, o desafio será o desenvolvimento das melhores soluções tecnológicas ao sistema do judiciário a partir do trabalho de equipes multidisciplinares, que atuarão em três categorias: desburocratização; acesso à justiça e resoluções de conflitos; e resoluções de conflitos relacionados ao meio ambiente.
Interação
Presidente da Comissão de Direito Digital, Startups e Inovação da Ordem dos Advogados do Brasil no Amazonas (OAB-AM), Aldo Evangelista destaca a interação entre os principais desafios jurídicos no meio digital. “O Amazônia Legal Hackathon interage com esses desafios para um diálogo entre a natureza, inovação jurídica e pessoas que aqui habitam com o poder judiciário”, observou.
A competição deste ano terá como principal novidade a interação em um ambiente virtual, o metaverso. Trata-se de um universo tecnológico criado a partir de realidade virtual, aumentada e redes sociais. “A ideia é que seja um ambiente paralelo, onde comunicação, diversão e negócios existirão de forma imersiva”, apontou o analista técnico do Sebrae Amazonas e curador do Laboratório de Inovação Sebraelab, Denys Cruz.
Vencedor da competição em 2020, o advogado Claudiomiro Soares atua neste ano como um dos organizadores. Ele celebra os ganhos da experiência no hackathon. “Foi única. Possibilitou abrir a mente não só para as novas tendências jurídicas, mas ao mercado de inovação e empreendedorismo. Esse contato inicial permitiu que eu pudesse me especializar na área de startups e começar ajudar os novos modelos de negócios”, avaliou.
O ALH 2022 é uma realização da OAB-AM, através da Comissão de Direito Digital, Startups e Inovação; Comunidade de Inovação Jurídica da Amazônia – INNOVALAW e Sebrae Amazonas. O evento tem ainda como apoiadores UFAM, UEA, ITN, Digital Law Academy, Portal Juristas, AB2L, Legal Hacker Manaus, Comunidade Jaraqui Valley, Comunidade Jurupary Valley e Grupo Rede Amazônica.
As inscrições para o evento podem ser feitas através do link www.sympla.com.br/evento/amazonia-legal-hackathon-alh-2022-online-no-metaverso/1579695. Mais informações no site amazonialegalhackathon.com.br.

Publicações relacionadas

Órgãos públicos de Manaus entregam 100% das prestações de contas. Interior tem até dia 30 de maio

Redação

Prefeitura realiza operação de ordenamento de trânsito

Redação

Alfredo Nascimento prepara volta ao cenário político de olho em 2022

Redação

Deixe um comentário