Amazonas Destaques Manaus

Comerciantes de Manaus que causarem aglomeração de pessoas terão alvará cassado, diz Prefeitura

O prefeito de Manaus, Arthur Virgílio Neto, anunciou neste domingo (5) por meio de redes sociais que a Prefeitura cassará alvarás de funcionamento para comerciantes que não seguirem os decretos como medida de prevenção ao novo coronavírus. A venda de passe estudantil e da gratuidade para idosos também serão suspensas. As medidas serão tomadas a partir de segunda-feira (6).

Segundo o prefeito Arthur Neto, os alvarás serão cassados provisoriamente, durante a pandemia do novo coronavírus. A cassação será feita em casos de comerciantes que continuarem os serviços e causarem aglomeração de pessoas.

“Que não estão entendendo o mal que estão fazendo para sua própria saúde, para sua própria cidade, para seus próprios fregueses. É preciso entender que essa não é hora de ganhar dinheiro. É hora de salvar vidas. A hora de ganhar dinheiro é essencial e volta depois”, Informou o prefeito.

Passe estudantil

Ainda durante o anúncio, o prefeito também anunciou a suspensão de venda do passe estudantil e da gratuidade para idosos, para o transporte coletivo da cidade, uma vez que ambos devem permanecer em casa, segundo os decretos de prevenção ao Covid-19.

“Fica suspenso também, enquanto durar a crise, estamos estipulando um prazo prorrogável por mais tempo, o passe estudantil, pois não tem escolas funcionando, e o passe livre do idoso, nos ônibus, pois eles têm que ficar em casa”, disse Arthur Neto.

Ainda durante a postagem, Arthur Neto informou que pediu ao governador do Amazonas, Wilson Lima uma celeridade no funcionamento do Hospital da Universidade Nilton Lins, para o atendimento de pacientes. Ele ainda disse ter se comprometido com ajuda de mão de obra da Prefeitura para os trabalhos.

COMPARTILHE

Publicações relacionadas

Associação de catadores recebe uma tonelada de materiais recicláveis

admin

Angelus Figueira confirma pré candidatura e defende gestão com transparência e controle social

admin

Assembleia Legislativa garante presença da imprensa e 30% de público externo nas sessões

admin

Deixe um comentário