Amazonas Educação Manaus

Casarão da Inovação Cassina sedia o segundo dia do programa ‘Amazônia 360°’

O Casarão da Inovação Cassina, administrado pela Prefeitura de Manaus, por meio da Secretaria Municipal do Trabalho, Empreendedorismo e Inovação (Semtepi), realizou, nesta quinta-feira, 12/5, o segundo dia de oficina do programa “Amazônia 360º”, com a proposta de fomentar o empreendedorismo, via negócios da Amazônia. O segundo dia recebeu mais de 60 participantes. Organizado pelo Centro de Empreendedorismo da Amazônia e o banco Itaú, por meio de uma parceria, a segunda etapa do evento ocorrerá nas próximas quarta e quinta-feira, 18 e 19/5.

A ação tem como proposta que os jovens participantes do programa, nessa primeira etapa, possam aprender sobre empreendedorismo e transformem oportunidades em negócios. Conforme avançam, podem elaborar e criar com base no que a região amazônica oferece. Além de ser totalmente gratuito, o programa oferece orientação, acompanhamento e conexões para ter um negócio, sendo pré-acelerado e apresentado a possíveis investidores, sócios e futuros parceiros de negócios.

“Reunimos jovens de vários municípios que fazem parte da região metropolitana e eles estão começando a criar novas ideias de negócios sustentáveis, com temáticas dentro de cadeias produtivas como moda, gastronomia, bioplásticos, com o objetivo de resolver problemas e desafios da região de uma maneira sustentável. Eles estão muito engajados e ultrapassaram as expectativas, porque todos têm muita qualidade”, salientou a coordenadora do programa, Manuele Lima.

Voltado a um público entre 18 e 29 anos ou que reside em Manaus e área metropolitana, o “Amazônia 360º: Oficina Despertar” oferece uma oficina prática e dinâmica aos participantes, para descobrirem mais sobre a Amazônia e suas oportunidades de negócios.

Para a estudante de Agronomia, Dhulie Medeiros, 25, a experiência com o produto sustentável para a Amazônia está sendo muito colaborativa para sua carreira profissional.

“Esse é o primeiro evento que eu participo após a pandemia, então, está sendo muito incrível para mim, conseguir reunir outras pessoas aqui que possuem um pensamento parecido com o meu sobre empreendedorismo. É uma enorme oportunidade que conseguimos trazer para o Amazonas, porque o Amazônia 360º tem origem no Pará e conseguimos trazer graças aos patrocinadores e apoiadores desse projeto como a Semtepi e o banco Itaú”, comentou Dhulie.

Negócios

O Amazônia 360° é um programa de educação empreendedora com foco na criação de novos negócios

Publicações relacionadas

Procon-AM notifica farmácias e pede esclarecimentos sobre preços de remédios

Redação

Projeto de Lei do deputado Dermilson Chagas que beneficia pessoas com deficiência no Amazonas foi aprovado

Redação

Escolas do Japiim participarão do projeto Pavulagem Científica na Lagoa

Redação

Deixe um comentário