Amazonas Destaques Manaus

Carregamento com 150 caixões chega de barco em Manaus; urnas só atendem demanda de um dia

Um carregamento de 150 caixões chegou em Manaus, na madrugada desta sexta-feira (1º), por meio de barco. As unidades só devem atender a demanda de um dia, já que, conforme a Prefeitura de Manaus, a média de sepultamentos aumentou para 120 por dia. Manaus chegou a registrar um recorde no número de enterros desde o início da pandemia do novo coronavírus, com 140 sepultamentos no dia 26 deste mês.

À beira do colapso, funerárias da capital aumentaram o volume de importações de urnas e anunciaram que 980 devem chegar à capital nos próximos dias. Nesta semana, a Associação Brasileira de Empresas e Diretores do Setor Funerário (ABREDIF) informou que o Governo Federal negou apoio logístico para trazer os caixões de avião.

Por conta disso, o carregamento desta sexta-feira chegou de barco. As urnas foram enviadas da Bahia e o primeiro trecho foi por estrada até o Pará. Depois, seguiu de barco de Santarém, no Pará, até Manaus.

Os donos das seis funerárias que compraram o carregamento informaram que pagaram R$ 70 pelo transporte de cada unidade para não ficarem desabastecidos. A Prefeitura informou que o número de sepultamentos em Manaus pode chegar a 4,2 mil neste mês de maio.

O presidente do Sindicato das Empresas Funerárias do Amazonas (Sefeam), Manoel Viana, conta que as empresas esperam outro carregamento de mais 300 caixões para o domingo. Terça-feira (5), mais 400 urnas devem chegar por meio de barco.

Publicações relacionadas

Funcionários da FCecon são presos após desviar R$ 1 milhão em remédios e materiais hospitalares

Redação

Urgente:Operação da PF em Manaus tem como alvo deputado Saulo Vianna

Redação

700 novos casos de câncer de colo de útero serão registrados no Amazonas, prevê Inca

Redação

Deixe uma resposta