Amazonas Destaques Manaus

Bombeiros encerram 2º dia de buscas por bebê jogada em igarapé em Manaus

O segundo dia de buscas pela bebê de dois meses que desapareceu em um igarapé de Manaus foi encerrados pelos bombeiros por volta de 16h desta quarta-feira (16). A vítima teria sido jogada no igarapé pelo próprio padrasto, que confessou à polícia ter cometido o crime por ciúmes da mulher.

As buscas pela criança devem ser retomadas às 8h30 desta quinta-feira (17). Os trabalhos também contam com apoio de equipes do Grupo Suçuarana, uma Organização não governamental de busca salvamento.

Segundo a polícia, a bebê foi jogada no igarapé por volta de 1h de terça-feira (15). O padrasto da vítima, preso por tráfico de drogas, confessou ter cometido o crime no bairro Alfredo Nascimento, Zona Norte.

Nesta quarta, as buscas foram suspensas após as equipes chegarem em uma área de mata fechada, dentro da Reserva Adolpho Ducke, onde o acesso é mais difícil e alguns trechos de água são mais profundos.

Nesta quinta, as buscas devem ser retomadas do mesmo ponto onde pararam nesta quarta, com equipe especializada em região de selva.

4 km percorridos

O comandante da equipe de socorro, tenente Davi Macena, informou que, desde o primeiro dia de buscas, já foram percorridos mais de 4 km de extensão do igarapé.

“Já saímos da área da comunidade Raio de Sol, e já adentramos na área da reserva, então agora as buscas já estão sendo concentradas em área de selva. Ainda continuamos com a nossa equipe [bombeiros] com nove militares, e três viaturas aqui no local”, disse.

O comandante explicou que o igarapé em si não atrapalha no avanço das equipes de busca, mas a vegetação próxima do curso da água pode acabar escondendo o corpo da bebê.

Políca busca por bebê sumida em igarapé  — Foto: Leandro Guedes/ Rede Amazônica

Políca busca por bebê sumida em igarapé — Foto: Leandro Guedes/ Rede Amazônica

Padrasto confessou crime

De acordo com o delegado titular do 6º Distrito Integrado de Polícia (DIP), Vinícius de Melo, policiais militares faziam patrulhamento pelo bairro, na terça, quando foram informados por vizinhos que o homem teria jogado a criança no igarapé.

Com ele, os policiais encontraram porções de drogas. O homem foi preso em flagrante e levado para o 6º DIP. Interrogado pelo delegado, ele confessou que enrolou a menina em um pano e a atirou no igarapé por volta de 1h da madrugada.

“Ele não aceitava o fato de ela ser fruto de outra relação da mulher. Isso despertou o estado de ira nele, associado ao fato de ciúmes que ele tinha com a pessoa. Ele pegou a criança com vida, enrolou em um pano, foi até o igarapé e jogou. Depois, ele contou para mulher tudo o que fez. Ela pede a filha de volta, só que aí já é tarde demais e ele diz que a correnteza já levou a criança”, disse o delegado.

O delegado Vinícius de Melo informou ainda que, inicialmente, o homem deve responder pelo crime de tráfico de drogas. Caso o corpo da criança seja encontrado, ele também será acusado de homicídio.

*Com colaboração de Lane Gusmão, da Rede Amazônica.

Publicações relacionadas

Tribunal inicia tratativas para acesso integral aos sistemas de informação financeira do Governo e da Prefeitura de Manaus

Redação

Presidente Josué Neto da Assembleia Legislativa do Amazonas faz live de sua filiação e e forte candidato a prefeitura de Manaus- VEJA VÍDEO

Redação

Prefeitura de Manaus esclarece que é falso processo seletivo para trabalhar nos Cras

Redação

Deixe uma resposta