Amazonas Destaques Manaus

Ativista da esquerda: Homem atea fogo em ônibus e grita “Fora Bolsonaro”, quase mata 10 pessoas queimadas

“A grande expectativa é a Grobo, CNN e o STF divulgarem nota parabenizando esse cidadão pelo belo ato democrático”, afinal só vale prender mulher que solta fogos.

Um homem foi preso na tarde desta quinta-feira, 25, após atear fogo em um ônibus próximo ao Palácio do Planalto. Em nota, a Polícia Militar do Distrito Federal (PMDF) informou que o homem teria espalhado gasolina dentro do veículo e, depois, iniciado o incêndio. O indivíduo, ainda não identificado, desceu do veículo e gritou “Fora Bolsonaro”, de acordo com as informações da PMDF.

Cerca de dez passageiros ocupavam o ônibus no momento da ação, mas ninguém ficou ferido. A Polícia Militar prendeu o homem e o encaminhou para 5ª Delegacia de Polícia para o registro da ocorrência e onde o caso será investigado. O Corpo de Bombeiros Militar do Distrito Federal precisou ser acionado para conter o fogo.

No momento do incêndio, o presidente Jair Bolsonaro não estava no Planalto, mas na residência oficial, no Palácio da Alvorada.

No dia 8 deste mês, em outro ato de protesto contra Bolsoanro, um homem jogou tinta vermelha na rampa do Palácio do Planalto. Cerca de 40 minutos depois do ato, ele voltou ao local gritando “genocídio”.

Em vídeo publicado pela BandNews, o homem afirmou que há um “genocídio contra a juventude brasileira”. “Estou aqui pelo povo brasileiro, pela juventude brasileira. É a sétima juventude mais assassinada do mundo Não tem uma política pública, isso é um protesto”, afirmou ao ser levado pelos seguranças.

Publicações relacionadas

Trabalho realizado na Fundação Dr. Thomas é reconhecido com troféu de ‘Honra ao Mérito’

Redação

Carteiros e Frentistas não podem parar pelo Covid-19, diferente da turma da Globo e seus comentaristas esquerdistas de plantão

Redação

Sargento da PM é baleado no peito e morre após reagir a assalto em feira de Manaus

Redação

Deixe uma resposta