Amazonas Brasil Destaques Manaus Mundo

Ativista ambiental Greta atende apelo de Arthur Neto e vai gravar vídeo na defesa da Amazônia

Prefeito diz que pandemia ameaça até o equilíbrio ambiental da Amazônia

A ativista ambiental sueca Greeta Thunberg, uma adolescente que ganhou a mídia mundial pela posição em defesa do meio ambiente, vai gravar um vídeo pedindo ajuda para a Amazônia enfrentar a luta contra o coronavírus. O prefeito Arthur Neto enviou uma carta e vídeo a Greta dias atrás, solicitando ajuda na luta com o Covid-19.

Confira o que disse Arthur sobre a resposta de Greta:

“Hoje, tive resposta ao meu pedido de ajuda feito à sueca Greta Thunberg, grande ativista da causa ambiental. Manaus e o Amazonas enfrentam momentos difíceis durante essa pandemia da Covid-19. Por isso, o apoio e a influência global dela vêm em hora oportuna, porque a crise já coloca em risco a vida dos protetores da nossa floresta, os nossos indígenas. Eu agradeço, de coração, o retorno que recebi de Greta e adianto que formalizarei uma nova carta, para alinharmos estratégias e unirmos esforços no combate ao novo coronavírus, não só pela nossa cidade, mas por toda a Amazônia”, disse Arthur.

Quem é Greta Thunberg

Segundo relato da revista CartaCapital, Greta Thungerg, nasceu em janeiro de 2003 e ficou famosa com um ato de rebeldia juvenil: matou uma aula por motivações políticas. Em agosto de 2008, decidiu sentar-se em frente ao Parlamento sueco, na cidade de Estocolmo, com uma placa e demais dados sobre o assunto que a assombrou tão cedo na vida. As escritas “greve da escola pelo clima” não demoraram muito para tomarem a cidade: o que aquela garota pequena, de tranças infantis, queria do legislativo de seu país?


Greta declarou que não tinha um plano – “senti que era meu dever moral” – e que fazia a lição de casa enquanto levava a diante seu silencioso protesto. A repercussão foi tanta que o ato foi posteriormente nomeado de FridaysForFuture (Sextas pelo Futuro) e espalhou-se para outros países, cidades e parlamentos. Unificados, se identificam agora como Juventude pelo Clima em suas cartas e ações.


Nós, jovens, somos mais da metade da população global. Nossa geração cresceu com a crise climática e teremos que lidar com isso pelo resto de nossas vidas. Apesar disso, a maioria de nós não está incluída no processo decisório local e global. Nós somos o futuro sem voz da humanidade.
Trecho de carta aberta do dia 07 de março de 2019, escrita pela coordenação da Juventude pelo Clima.


Segundo relato da CartaCapital, GretaThunberg, de maneira rápida, conseguiu alcançar palanques mais expressivos do que as ruas de Estocolmo, como demonstrado em seu discurso na COP24 de 2018, edição da conferência global sobre impactos climáticos do planeta, que foi sediada na Polônia. O semblante e voz calmas disseram: “Nossa civilização está sendo sacrificada para dar oportunidades a um número pequeno de pessoas fazer montes de dinheiro.” A nada sutil liderança fez com que seu nome figurasse entre os 25 adolescentes mais influentes do mundo, segundo a revista norte-americana Time.


Filha do século XXI, Greta defende que os pais e avós de sua geração já ficaram tempo demais sem tomar atitudes concretas para conter o aquecimento global. Anos mais cedo, na COP21, o Acordo de Paris parecia ter sido o ultimato das governanças para o ritmo de deterioração do planeta: a meta de conter o aumento da temperatura média em 2ºc, no máximo, até o ano de 2100. Entretanto, o discurso pelo desenvolvimento com o uso de combustíveis fósseis – o petróleo como ouro e preciosidade geopolítica – ainda é predominante no jogo da supremacia pelos bens industriais.


Mesmo com o contexto complicado, o recado que jovens como Thunberg deixam é de esperança das gerações atuais, sem mais tempo para premonições do que pode vir a acontecer. Em discurso no Fórum Econômico Mundial de 2019, em Davos, declarou saber onde é seu lugar. “Há quem diga que devia estar na escola: mas por que vou me preparar para um futuro que pode não existir?”

COMPARTILHE

Publicações relacionadas

Wilson Lima inaugura unidade do Liceu de Artes e Ofícios Claudio Santoro, em Envira

admin

Covid-19: Hospital de Campanha Municipal entra em funcionamento e já recebe três paciente

admin

Wilson quer Alessandra presidindo Comissão do Impeachment

admin

Deixe um comentário