Amazonas Destaques Manaus

Atendo pedido da OAB-AM, o Juiz Ricardo Sales determinou que hospitais aceitem planos de saúde de pacientes com covid-19

O juiz Ricardo Sales acatou ação pública impetrada pela Ordem dos Advogados do Brasil- Seccional do Amazonas (OAB-AM) e determinou que os hospitais particulares de Manaus passem a atender os pacientes com Covid-19 de planos de saúde conveniados mesmo fora da carência. A instituição que não cumprir pagará multa de R$ 10 mil para cada paciente que tiver a cobertura recusada.


Vários hospitais de Manaus estão se recusando a aceitar planos de saúde conveniados, o que levou a OAB-AM a entrar com a ação publica.
A decisão do juiz atinge a

SAMEL SERVIÇOS DE ASSISTÊNCIA MÉDICO HOSPITALAR LTDA,

SAMEL PLANO DE SAÚDE LTDA,

HAPVIDA ASSISTÊNCIA MÉDICA LTDA – FILIAL MANAUS,

BRADESCO SAÚDE S.A.,

UNIMED DE MANAUS COOPERATIVA DE TRABALHO MÉDICO LTDA.,

FEDERAÇÃO DAS UNIMEDS DA AMAZÔNIA – FAMA, UNIMED

SEGUROS SAÚDE S/A, AMIL ASSISTÊNCIA MÉDICA INTERNACIONAL S.A.,

SUL AMERICA COMPANHIA DE SEGURO SAÚDE,

CHECK UP HOSPITAL LTDA,

HOSPITAL SANTA JÚLIA LTDA,

HOSPITAL ADVENTISTA DE MANAUS,

HOSPITAL SANTO ALBERTO LTDA e SOCIEDADE PORTUGUESA

BENEFICENTE DO AMAZONAS.

Publicações relacionadas

A SES – AM, na linha de frente do combate contra o COVID-19

Redação

Em entrevista, Jair Bolsonaro diz que pode ter pegado Covid-19

Redação

Praia da Ponta Negra será fechada para banho a partir do dia 30 para Réveillon em Manaus

Redação

Deixe uma resposta