Amazonas Brasil Destaques Manaus

Assembleia aprova título de Cidadão do Amazonas para Jair Bolsonaro

Deputado votou contra lembrando que Bolsonaro tem tomado medidas contra a Zona Franca

Parlamentar federal qualificou a concessão do titulo como absurda

A Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam) aprovou nesta terça-feira (20) a concessão do título de “Cidadão do Amazonas” para o presidente Jair Bolsonaro (sem partido). O autor do projeto é o deputado Delegado Péricles (PSL) que justificou sua indicação “pela compra de vacinas e as transferências de recursos para o Estado e municípios” em função da pandemia da Covid-19. A previsão da entrega do título já é para a próxima sexta-feira, dia 23, quando Bolsonaro estará em Manaus para inauguração do anexo do Centro de Convenções Vasco Vasques.
O projeto foi aprovado com voto contrário do deputado Serafim Corrêa (PSB) e a abstenção do deputado Dermilson Chagas (Podemos). Serafim destacou inclusive a série de golpes sofridos pela Zona Franca de Manaus, desferidos justamente pelo governo de Jair Bolsonaro. “A ZFM vive sendo atacada e o seu ministro Paulo Guedes faz cara de paisagem”, disse ele, complementando: “Eu voto contra esse projeto. O presidente Bolsonaro não tem sido amigo da Amazônia, nem de Manaus. Ele subestimou a pandemia. Ele não comprou vacinas quando era para comprar; o seu ministro negligenciou na crise do oxigênio”, disse.
De Brasília, o deputado federal Zé Ricardo (PT-AM) definiu como “absurda” a homenagem e disse se tratar de “uma afronta ao povo amazonense e a milhares de pessoas que morreram com a pandemia de Covid-19”. O petista destacou também os ataques constantes à ZFM e as políticas de incentivos às queimadas e à invasão de terras indígenas. “Ele vendeu aeroportos no Amazonas, a Petrobras e a Amazonas Energia. Ainda retirou direitos e programas sociais que beneficiavam milhares de famílias pobres do nosso estado”, completou.

Publicações relacionadas

TCE promove mesa redonda virtual para discutir desafios da sustentabilidade pós-pandemia

Redação

Sergio Moro anuncia demissão do Ministério da Justiça: frases

Redação

Bolsonaro entra na justiça para ter direito de resposta no JN da Globo

Redação

Deixe uma resposta