Cotidiano Destaques Mundo

AS 10 MELHORES SÉRIES QUE TIVERAM APENAS 2 TEMPORADAS

O início de uma boa série costuma gerar a expectativa de que sua história renda muitas temporadas. Contudo, independentemente da qualidade, algumas acabam cedo demais devido à audiência ou a conflitos de agenda do elenco, dos criadores ou da produção. Outro motivo comum é quando alguma atração começa a ficar muito cara para ser mantida, incluindo salários de atores e atrizes, cenários, locações e efeitos especiais.

Há ainda alguns roteiros planejados, desde o princípio, para serem desenvolvidos em poucos capítulos. Mesmo com o tempo de vida curto, é possível encontrar várias séries antigas e recentes que merecem ser relembradas ou maratonadas por seus enredos intrigantes, engraçados ou assustadores.

Confira um top 10 das melhores séries que não passaram da 2ª temporada.

1. Big Little Lies

Big Little Lies (2017, 2019)

Big Little Lies acompanha a vida de cinco mulheres, interpretadas por Reese Witherspoon, Nicole Kidman, Shailene Woodley, Zoë Kravitz e Laura Dern. Mesmo concebida como uma série limitada, devido ao enorme sucesso de recepção do público e da crítica — em particular pela qualidade dos roteiros, da direção, das atuações, da cinematografia e da trilha sonora —, o drama garantiu sua 2ª temporada.

Apesar de não ter sido oficialmente cancelada pela HBO, Casey Bloys, presidente da emissora, falou no início do ano ao TV Line sobre o assunto: “Eu amo esse grupo de pessoas, adoraria fazer qualquer coisa com elas. Mas a realidade é a que elas são as atrizes mais ocupadas de Hollywood; assim, acredito que não é uma perspectiva realista”.

2. Luke Cage

Luke Cage (2016, 2018)

Possivelmente um dos personagens mais carismáticos do acordo entre Marvel e Netflix, a adaptação do super-herói trouxe um estilo visual diferente das outras produções. Ambientada no Harlem, bairro na cidade de Nova York, a atração abordou temas como legado, política, cultura local e significado de heroísmo.

O cancelamento surpreendeu os fãs, que esperavam o desenvolvimento da história do protagonista rumo a destinos ousados e inéditos no gênero. No fim da 2ª temporada, Cage estava dominado por sentimentos de dor, erros e ego. Isso deixou a sugestão de que ele poderia não ser exatamente o herói que todos esperavam ao assumir o posto de “xerife” do Harlem.

3. Flight of the Conchords

Flight of the Conchords (2007, 2009)

Um dos programas mais originais da TV, a comédia da HBO acompanha as aventuras da banda fictícia Flight of the Conchords, formada por dois homens que vieram da Nova Zelândia para buscar sucesso em Nova York.

A decisão de acabar com a atração partiu dos próprios protagonistas e criadores, Jemaine Clement e Bret McKenzie, que não viam mais sentido em explorar suas histórias humorísticas. Vale apontar que a série ganhou o merecido reconhecimento somente após o cancelamento.

4. Men of a Certain Age

Men of a Certain Age (2009, 2011)

Criada por Ray Romano (Everybody Loves Raymond), a comédia dramática trouxe uma grande mudança para a carreira do ator. A atração da TNT apresentou o trio de personagens interpretados por Romano, Andre Braugher e Scott Bakula e se mostrou capaz de abordar com profundidade a chamada crise de meia-idade.

Men of a Certain Age trata dos dilemas e do cotidiano de três amigos em situações de vida diferentes. Além de problemas existenciais e de relacionamentos familiares, o título mostra temas como vício, ansiedade e problemas de saúde. Apesar das grandes performances, foi cancelada após a 2ª temporada.

5. Mindhunter

Mindhunter (2017, 2019)

A série da Netflix, criada pelo famoso cineasta David Fincher, é um suspense criminal viciante e um dos melhores programas originais da plataforma de streaming. O título se refere aos agentes do FBI Holden Ford (Jonathan Groff) e Bill Tench (Holt McCallany), que conduzem análises comportamentais de serial killers que marcaram a história norte-americana com o objetivo de aplicar o conhecimento para a resolução de novos casos.

Com uma ambiciosa estética cinematográfica e foco no desenvolvimento dos personagens, o seriado cria diversos momentos de tensão durantes os interrogatórios. A série não foi oficialmente cancelada pela Netflix, porém, devido à agenda do diretor, os atores já tiveram seus contratos encerrados, o que é um indício de seu improvável retorno.

6. Pushing Daisies

Pushing Daisies (2007, 2009)

A misteriosa atração de fantasia da ABC, criada por Bryan Fuller, apresenta um drama com tom de comédia sarcástica. Ned, vivido por Lee Pace, tem a habilidade de ressuscitar pessoas ao tocá-las, porém graves consequências ocorrem caso ele volte a ter contato físico com elas.

Em conjunto com os investigadores Emerson Cod (Chi McBride), Olive Snook (Kristin Chenoweth) e sua antiga paixão de infância, Chuck (Anna Friel), o personagem usa os poderes para resolver casos de assassinato.

A série utiliza a narração para direcionar os acontecimentos desse “conto de fadas” em um peculiar estilo visual, com excêntrico design de produção e personagens. Contudo, em razão da baixa audiência e da greve de roteiristas (2017-2018), o programa acabou cancelado.

7. The Comeback

The Comeback (2005, 2014)

A comédia da HBO retrata, de forma satírica, a indústria televisiva. Lisa Kudrow (Friends) interpreta Valerie Cherish, uma antiga atriz de sitcom. Considerada um dos melhores papéis na carreira de Kudrow, a atração busca a clara metalinguagem para retratar os bastidores de uma produção de TV.

A série foi cancelada logo após o fim da 1ª temporada, em 2005. Em 2014, retornou com novos episódios, porém foi novamente extinta após a 2ª temporada.

8. The Knick

The Knick (2014, 2015)

Dirigida Steven Soderbergh e protagonizada por Clive Owen, a trama segue o trabalho do Dr. John W. Thackery, um genial cirurgião em um hospital de Nova York no começo do século XX.

Exibida pelo Cinemax, The Knick entregou uma das temporadas mais visualmente icônicas da TV, com ótimas performances e momentos perturbadores durante seu breve período de exibição. Porém, esse foi um dos casos em que a premissa e a ousadia da atração não se alinhavam com o direcionamento da emissora, o que gerou seu cancelamento.

9. Jericho

Jericho (2006, 2008)

A série dramática pós-apocalíptica era ambientada na cidade fictícia de Jericho (Kansas). Após um ataque nuclear que acabou com diversos municípios no território norte-americano, o enredo traz a reformulação daquele mundo, abordando questões políticas e de guerra. Entre os principais temas estão ameaças, recursos limitados, valor de família e comunidade, além da veracidade de informações.

Vale citar uma curiosidade: após ter sido cancelada na 1ª temporada por baixa audiência, os fiéis fãs elaboraram uma campanha para pressionar a CBS a revivê-la. Inspirados por uma fala do personagem principal no fim daquele ano, eles enviaram para o estúdio diversas caixas e pacotes com amendoins. Essa ação proporcionou uma nova chance para a produção, porém, devido novamente aos baixos índices, foi realmente cancelada.

10. Enlightened

Enlightened (2011, 2013)

Enlightened foi mais uma vítima da baixa audiência. Produzida pela HBO, a comédia dramática é estrelada por Laura Dern. Ela interpreta uma executiva com desejos autodestrutivos que busca recuperar sua vida e carreira após um período internada em uma clínica de reabilitação.

Ao abordar questões com tom ácido, o seriado alterna entre uma sátira e o profundo drama da protagonista. Inclusive, a atuação de Dern foi considerada uma das melhores já vistas na TV nos últimos anos.

fonte:TECMUNDO

COMPARTILHE

Publicações relacionadas

Divisa de cidades do AM têm reforço na segurança após fuga em massa de presos no Acre

admin

ESCÂNDALO-WILSON ENTREGA A PRODUTORA CONTRATO DE R$ 6 MILHÕES, SEM LICITAÇÃO, EM PLENA CRISE DO NOVO CORONAVÍRUS-VEJA DOCUMENTOS

admin

Serviço de urgência da prefeitura treina profissionais para atendimento de pacientes com Covid-19

admin

Deixe um comentário